• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - COLUNA ESTADO DE ALERTA 1376

COLUNA ESTADO DE ALERTA 1376

ARMADOS ATÉ “OS DENTES” 

Agora vai! Só Deus sabe pra onde. Façamos uma continha boba: se apenas 10% dos moradores do Brasil que tem 210 milhões de habitantes, tiver acesso a 4 armas de fogo cada um, 84 milhões de armas de fogo serão adquiridas e estarão disponíveis pra entrar em ação. Isso mesmo: 10% de 210 milhões são 21 milhões X 4 = a 84 milhões. Estamos falando de apenas 10% da população. E aí, vai encarar!

 

COMPARAÇÕES

O cômico (se é que isso tem graça) disso é que os ministros de Jair Messias Bolsonaro ao fazerem comparações das “ações” do novo governo, acabam fazendo piada. Onix disse que ter armas em casa, não faz mal e não tem risco algum para crianças: “é como ter um liquidificador”. Kkkkkkkkk! É mesmo, é?  

 

REESTABELECENDO OS FATOS (SEM TRIPAS)

A extradição de Cesare Batisti foi decidida ainda no governo do presidente Temer. Aliás, foi ele quem assinou o ato de extradição. Daí, o italiano “capou o gato” e virou fumaça. Nem a polícia brasileira e nem a Interpol conseguiram localizar o danado do Battisti nem no Brasil e nem em lugar algum. Por ironia do destino, coube a polícia boliviana prender o italiano quando este “flanava” pelas ruas de Santa Cruz de La Sierra, cidade aliás, onde tem muitos brasileiros.   

 

REESTABELECENDO OS FATOS II 

E foi de lá que ele voo para a Itália em avião italiano e tudo mais. Coisa de menos de 24 horas depois de ser preso, ponto! Então, da parte do senhor Jair Messias Bolsonaro, não houve nenhuma coisa extraordinária pra condecora-lo pela prisão de Cesare Battisti. Nessa o Evo Morales marcou um “baita” de um gol.

 

DISFARÇADO DE CESARE BATTISTI

Só pra “passar a régua” no assunto, na verdade Cesare Battisti estava disfarçado de Cesare Battisti. Um óculos escuro que sempre usou, pequena barba e bigode, igual ao que já usou em muitos momentos, o mesmo andar e mais nada. Nem um boné, um chapéu, um casaco ou outra forma de se vestir. Passeando pelas ruas de Santa Cruz de La Sierra, estava implorando: “me prendam por favor!”. Ou não?  

 

O VAI E VEM DE JMB

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou na segunda-feira, 14, que o presidente Jair Bolsonaro (PSL), “depois de discordar e bater o pé abertamente” (aspas nossas) concordou, por enquanto, em manter o Brasil no Acordo de Paris, que estabeleceu a meta de limitar o aumento da temperatura do planeta a 1,5ºC até 2100. Salles reconheceu que há oposição ao acordo climático dentro do governo, mas ponderou que, “por ora, a participação do Brasil está mantida”. 

 

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

O aviso de Guedes para Bolsonaro. Paulo Guedes ouviu calmamente Jair Bolsonaro argumentar por que a previdência dos militares deve ser tratada como um capítulo apartado na futura reforma. O ministro discordou de grande parte, mas, sabendo que a última palavra é do chefe, alertou: “Prepare-se, isso (exclusão dos militares) é um avião que cairá na nossa cabeça”.     

 

FLÁVIO DINO CONTRA I

Os riscos das privatizações desenfreadas e a importância da manutenção de bancos e fontes públicas de incentivo ao desenvolvimento do país foram alguns dos temas defendidos pelo governador Flávio Dino na edição maranhense do Diálogos Capitais. O evento, que já passou por cidades como São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG), Teresina (PI), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e Natal (RN), foi realizado em São Luís na segunda-feira (14), no Convento das Mercês. Também participaram como debatedores o presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Jair Pedro Ferreira; o presidente do Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Maranhão (Sinduscon-MA), Fábio Nahuz; e a professora do Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro (CEFET-RJ), Elika Takimoto. O encontro foi mediado pela gestora de políticas públicas Luciana Soares.

 

FLÁVIO DINO CONTRA  II

 “É uma questão essencial para o desenvolvimento do país e, claro, também para o Maranhão”, declarou o governador. “Tenho defendido, há alguns anos, que o Brasil só vai conseguir incluir no desenvolvimento largas parcelas do nosso povo, e isso se refere também ao nosso estado, na medida em que tivermos esses bancos públicos abertos, acessíveis, indutores de desenvolvimento e que financiem programas sociais, a exemplo do Minha Casa Minha Vida e a agricultura familiar”, completou Flávio Dino. Responsáveis por mais de 85% dos financiamentos imobiliários realizados no Maranhão, os bancos públicos também administram importantes programas sociais como o Bolsa Família. O governador destacou ainda o interesse público na discussão sobre as privatizações: “Por isso minha presença aqui, a defesa dos interesses do povo do Maranhão, para que esses bancos públicos continuem a atuar em nosso estado e em nosso país”.

 

MAIA REELEITO 

Animados após “conversas promissoras” com líderes de PSB, PDT e PCdoB, aliados já contam com a reeleição do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). “Vai ser no 1º turno”, diz um articulador. Com a provável adição dos 69 deputados de PSB, PDT e PCdoB, e as bancadas dos 12 partidos que declararam apoio oficial, Rodrigo Maia já pode contar com cerca de 330 votos, garantindo com folga a reeleição.

 

CHUMBO QUENTE

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: A-Cidade

Data: 16/01/2019

Visitas: 114

Palavras-chave: COLUNA ESTADO DE ALERTA 1376

Fonte: Da Editoria de Política

Big Systems
4862195 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 23 do mês 08 de 2019