• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - IDOSOS E O CALOR

IDOSOS E O CALOR

Os idosos tem necessidade de ingestão de líquidos semelhantes a dos adultos jovens, mas certas alterações fisiológicas relacionadas ao envelhecimento colocam esta população em risco de desidratação.

Com o avançar da idade, as pessoas sentem menos sede, e a quantidade total de água no corpo diminui em virtude da perda da massa muscular, tais fatores tornam os idosos mais vulneráveis à desidratação, principalmente nos dias de calor.

Aqueles com mais de 85 anos, com baixo peso, hospitalizados, asilares, usuários de diuréticos e com doenças como depressão e demência são ainda mais suscetíveis a desidratação.

Os familiares e cuidadores de idosos devem ter atenção especial aos sinais de desidratação que podem ser discretos.  Entre eles: constipação, olhos profundos, tontura, cefaleia, confusão mental, taquicardia, aumento de peso, pele seca, queda da pressão arterial, e diminuição do volume urinário.

O idoso que  bebe água na quantidade certa, cerca de 2.5 litros por dia para os homens e 2 litros para as mulheres, sofrem menos quedas e tem menos constipação. Vários estudos demonstram que idosos hospitalizados e com desidratação tem maior taxa de mortalidade.

Os casos iniciais de desidratação pode ser tratados com soro caseiro: 1 litro de água filtrada ou fervida, 1 colher de chá de sal e 2 colheres de sopa de açúcar.

No verão deve-se evitar a desidratação usando chapéu e roupas de algodão, que retém 90% da radiação ultravioleta. Deve-se também evitar exposição do sol entre 10h da manhã e 4 da tarde, usar óculos de sol e guarda-sol na praia. Sem esquecer uma dieta rica em frutas legumes e verduras.

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Entretenimento

Data: 27/04/2019

Visitas: 108

Palavras-chave: IDOSOS E O CALOR

Fonte: Por Dra. Marta Pinheiro Barros

Big Systems
4857452 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 22 do mês 08 de 2019