• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - MORO SE ANTECIPA À OPOSIÇÃO E VAI DEPOR EM COMISSÃO DO SENADO NO DIA 19

MORO SE ANTECIPA À OPOSIÇÃO E VAI DEPOR EM COMISSÃO DO SENADO NO DIA 19

Ministro enviou carta se colocando à disposição para explicar conversas com o MPF que foram vazadas; oposicionistas articulavam requerimento para convocá-lo

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Mo-ro, vai depor na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado em audiência marcada para a quarta-feira, 19, sobre as conversas vazadas dele com o pro-curador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba. Na sessão do Congresso Nacional desta terça-feira, 11, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), leu um ofício, entregue pelo líder do governo Bolsonaro na Casa, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), no qual Moro se coloca à disposição para ser ouvido. A informação foi confirmada a VEJA pela assessoria do senador Hum-berto Costa (PE), líder do PT.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), líder da opo-sição no Senado, disse a VEJA que a data foi marcada depois de um acordo entre Alcolumbre e os líderes da oposição.

Em seu perfil oficial no Twitter, Alcolumbre publicou a íntegra do documento. “Fui informado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, de sua dis-ponibilidade para prestar os esclarecimentos à Comis-são de Constituição e Justiça do Senado Federal sobre notícias amplamente veiculadas na imprensa relacio-nadas à Operação Lava Jato”, diz Bezerra Coelho.

O emedebista manifestou, ainda, “confiança” em Moro, certo “de que esta será uma oportunidade para que ele demonstre a sua lisura e correção como juiz federal, refutando as críticas e ilações a respeito da sua condu-ta”. Tomei conhecimento por meio do líder do governo, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PB), que o ministro da Justiça e Segurança Pública, @SF_Moro, se dispõe a comparecer à CCJ do @SenadoFederal para prestar esclarecimentos sobre as últimas notícias veiculadas na imprensa.

Informações e privacidade no Twitter Ads

Nos bastidores, a oposição se articulava para apresen-tar um requerimento para convocar o ministro a pres-tar esclarecimentos sobre as mensagens, que foram reveladas no domingo 9 pelo site The Intercept Brasil.

Em alguns desses diálogos, Moro orientava Dallagnol, que era o responsável pela acusação que levou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à prisão, e, em um deles, chegou a sugerir testemunha para ser ouvida. Nesta segunda-feira, o ministro afirmou que “não tem orientação nenhuma” nas mensagens. “Não vi nada de mais nas mensagens. O que houve foi uma invasão criminosa de celulares de procuradores, para mim isso é um fato bastante grave ter havido essa invasão e es-sa divulgação. E, quanto ao conteúdo, no que diz res-peito a minha pessoa, eu não vi nada demais”, afirmou o ministro em Manaus, após um evento na capital amazonense.

Para os oposicionistas, as conversas mostram que houve parcialidade do então juiz da Operação Lava Ja-to no Paraná no julgamento do processo de Lula.

Em nota, a defesa do ex-presidente afirmou que os processos foram “corrompidos” e que a liberdade do petista era “urgente”. O texto afirma, ainda, que Lula “não praticou qualquer crime e que é vítima de ‘lawfa-re’, que é a manipulação das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição política”. 

(Por André Siqueiraaccess)

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Politica

Data: 12/06/2019

Visitas: 60

Palavras-chave: MORO SE ANTECIPA À OPOSIÇÃO E VAI DEPOR EM COMISSÃO DO SENADO NO DIA 19

Fonte: Por André Siqueiraaccess

Big Systems
4602158 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 17 do mês 06 de 2019