• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - COLUNA ESTADO DE ALERTA 1440

COLUNA ESTADO DE ALERTA 1440

O BANANAL DE CONFUSÃO  

As terras da localidade conhecida como Bananal em Santa Inês, são o “epicentro” de uma disputa que não terminou (ao contrário do que estão dizendo por aí) e nem tem prazo pra terminar. 

 

O QUE DISSE O TJ

  O Tribunal de Justiça do Maranhão  por meio do Desembargador Raimundo Barros, em sentença assinada eletronicamente no último sábado (31/08), tomou a seguinte decisão:  “Ante o exposto, DEFIRO o pedido de efeito suspensivo, tão somente para suspender os efeitos da decisão agravada, até o julgamento do mérito do presente recurso pelo colegiado desta câmara”. Ou seja; nada definitivamente decidido.

 

HÁ ILEGALIDADES 

Obviamente que há. E várias, no leilão das terras do Bananal. Por exemplo: a Câmara Municipal não teria autorizado o leilão das terras, isso o AGORA já demonstrou, e se autorizou foi tipo em “sessão secreta”. Isso é ilegal. Houve a publicação do leilão da venda das terras que foram aprovadas pela Câmara no ano anterior para a destinação da construção de uma maternidade e um centro de hemodiálise?

 

MAS, TEM MUITO MAIS 

O leiloeiro Gustavo Martins foi apontado pelo MP-MA por ser contratado diretamente, sem a concorrência exigida em lei conforme o processo contrato de dispensa de licitação nº 001/2014. O leiloeiro,  segundo o Ministério Público, apresentou certidões vencidas que mesmo assim foram aceitas pela Prefeitura de Santa Inês para sua contratação. E mais;  Gustavo Martins não conseguiu comprovar a remuneração paga pelo arrematante do leilão. Não acaba aí. Tem muito mais. Cabe a Justiça reparar o que está errado.

 

ESTACIONAMENTO DO MATEUS 

O estacionamento do Supermercado Mateus em Santa Inês, é uma bagunça generalizada. Só perde pra Rua do Comércio. No espaço do Mateus não tem ninguém pra orientar ou fiscalizar alguma coisa. Nos primeiros dez dias do mês e nos finais de semana, fica bem claro que os donos do Mateus não estão nem aí pro problema que chega a mexer com os nervos da gente.  Alguém, por favor, faça alguma coisa!

 

COMÉRCIO INFORMAL

 O comércio informal em Santa Inês, disputa centavo por centavo com os estabelecimentos comerciais. É só dá uma passadinha na Rua do Comércio, das Laranjeiras até o cruzamento da Rua do Sol que se nota o tamanho da concorrência. Bagunçou geral!

 

21 COM, E 14 SEM GRANA

 Do total de 35 partidos registrados no TSE, 21 terão acesso aos recursos do Fundo Partidário, cujo valor global para 2019 foi estabelecido em R$ 927.750.560,00 pela Lei Orçamentária Anual (LOA). Ficaram de fora da divisão dos recursos as legendas que não cumpriram, nas Eleições 2018, os requisitos fixados na cláusula de desempenho. Muito cuidado ao se candidatar a qualquer cargo na eleição do ano que vem, ao escolher o partido.

 

OS 21 PARTIDOS FELIZARDOS

 As 21 agremiações que terão acesso aos recursos do Fundo, com os respectivos percentuais de votos válidos a serem utilizados para fins de cálculo do valor a ser recebido, são as seguintes: PSL, 12,81%; PT, 11,32%; PSDB 6,60%; PSD, 6,43%; PP, 6,12%; PSB, 6,02%; MDB, 6,08%; PR, 5,84%; PRB, 5,58%; DEM, 5,12%; PDT, 5,08%; PSOL, 3,11%; NOVO, 3,07%; PODE, 2,51%; PROS, 2,28%; PTB, 2,26%; SOLIDARIEDADE, 2,18%; AVANTE, 2,06%; PPS, 1,78%; PSC, 1,97%; e PV 1,78%.

 

SEM GRANA NENHUMA 

Deixarão de receber, a partir de fevereiro, recursos provenientes do Fundo Partidário os seguintes partidos: Rede, Patriota, PHS, DC, PCdoB, PCB, PCO, PMB, PMN, PPL, PRP, PRTB, PSTU e PTC. Difícil a sobrevivência desses 14 partidos, nem o PC do B de Flávio Dino terá grana pra gastar.

 

CHUMBO QUENTE

Dizem as más línguas, que está faltando Rivotril em um Palácio Oficial de Brasília./// Estaria aí o motivo de “certas” pessoas amanhecer o dia xingando todo mundo e brigando com o resto do mundo./// É, vai ver, pode ser isso mesmo. /// Já muitos dizem que essa “certas” pessoas, é tripolar; pela manhã é um, de tarde é outro (já mais sensato) e de noite é outro desfazendo-se do que dissera pela manhã ou a tarde./// Esta é a república de Dom JMB./// Já aqui em Santa Inês, volta à baila o assunto das terras do Bananal, ilegalmente leiloadas na gestão do ex-prefeito Ribamar Alves./// O advogado do arrematante diz que o MP avaliou por alto o valor das terras, 81 milhões./// Ok. Tudo bem!/// Mas 540 mil reais por 54 hectares de terras ali, é tão barato que dói./// Por esse preço poderia ter vendido para os próprios ocupantes das terras, salvo engano, 54 famílias./// Daria o valor de 10 mil pra cada, que seriam pagos no ato da venda, ou divididos em algumas parcelas./// Aí sim, seria o normal, mas mesmo assim, salvo engano.....a  Câmara teria que aprovar a venda, assim como teria que aprovar a realização do leilão.////

 

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Politica

Data: 07/09/2019

Visitas: 149

Palavras-chave: COLUNA ESTADO DE ALERTA 1440

Fonte: Da Editoria de Política

Big Systems
4975093 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 20 do mês 09 de 2019