• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - COLUNA DO SILVEIRA 1450

COLUNA DO SILVEIRA 1450

“O Silêncio muitas vezes é um conselheiro espiritual ao qual, pouco damos valor. Quando nos calamos para ouvir a voz de Deus, conseguimos discernir o que Ele quer verdadeiramente  para nós. O Silêncio nos faz ouvir melhor”. Clélio Silveira Filho. 

Olá, bom dia! Aqui estamos nós com mais uma super edição do Jornal AGORA Santa Inês, esta a do meio da semana, que circula nesta quarta-feira, dia 16 de outubro de 2019, metade do décimo mês do ano que esta passando ligeiro e avexado! Esta é a edição 1450 nas versões impressa, online e em PDF para o deleite dos nossos milhares de leitores. Confesso que esta edição está um tanto quanto “carregada” de algumas matérias ruins. Muita violência sendo registrada na cidade. Homicídios ou tentativas, acidentes fatais, um clima realmente muito ruim por estes dias. Aliás, isso não é só aqui por Santa Inês, mas em todo lugar no Maranhão e no Brasil, só para não ultrapassar as fronteiras. Mas o nosso foco é a cidade de Santa Inês e a região. E em Santa Inês a “barra está pesada”. Para se ter uma ideia, ontem pela manhã uma tentativa de homicídio na Avenida Laranjeiras, terminou dentro de uma loja comercial e por pouco não atingiu clientes e os responsáveis pela loja, mas quem estava em fuga, levou pelo menos cinco tiros e se não foi a óbito até a noite de ontem, pode ter sido levado para um hospital de São Luís, visto que seu caso era gravíssimo. E já à noite, por volta das 20:00h (oito da noite), ou um pouco mais, começou a chegar na redação a notícia de que mais um homem havia sido assassinado na Vila Militar. Fotos e áudios chegaram no WhatsApp do jornal, porém não houve tempo para checagem devido o horário de fechamento e impressão do jornal, mas pelo que material que chegou naquele momento, tudo leva a crê que realmente, ontem à noite, mais um homicídio foi registrado na Vila Militar. Que Deus cuide de nós, e que as autoridades cuidem em desarmar a cidade, para ver se voltamos a um clima de tranquilidade. Chega de violência! Rogamos a Deus que Ele nos abençoe a todos neste dia, nesta semana, neste mês, neste ano e para sempre. Amém!!!        

 

MINHA IRMÃ

A minha querida irmã, Leninha fez aniversário ontem, e comemorou com o marido Saulo Gomes e demais familiares. Como ela sabe que na terça-feira eu não tenho horário para parar de trabalhar, passou no jornal para receber os parabéns e o grande abraço aqui do irmão que lhe ama muito. Deus no comando mana, e tudo de bom. Parabéns pelos 5.6! Na foto com o marido  Saulo Gomes.

 

"HABEMUS SANTA!".

Santa Irmã Dulce dos Pobres. A primeira Santa Brasileira foi canonizada no último domingo, 13 de outubro de 2019 no Vaticano. O que dizer desta que já era santa pelas milhares de vidas que em vida, sob as Graças de Deus, cuidou, e cujas instituições de caridade cuidam até hoje? Se escrevesse eu uma dezena de livros, contando a história de Irmã Dulce, e neles listasse os milhares de depoimentos de quem recebeu ao menos um olhar de caridade da então freira, ainda seria pouco. Um dia teriam perguntado a Santa Madre Tereza de Calcutá, porque ela não vinha ao Brasil fazer o que ela fez por vários países? Ela teria respondido: " lá já tem alguém que faz isso melhor do que eu". Na verdade o mundo precisa de mais duas, 10, 100, mil ou muito mais de Irmãs Dulce e Madre Tereza de Calcutá. Deus cuida de nós, tanto é assim que enviou seu próprio filho Jesus Cristo para nossa salvação. Nos permite ter uma conexão direta com o Espírito Santo, e ainda temos as ininterruptas intercessões da Virgem Maria. Mas e a nossa parte? Quem se aventura a ser uma Irmã Dulce, uma Madre Tereza de Calcutá, um homem santo, alguém com tamanho descompromisso consigo mesmo, e tamanha misericórdia com milhares e milhões de necessitados? Quantos milionários temos em nossa cidade (Santa Inês) no nosso Estado (Maranhão) e no Brasil (só para ficar por aqui), que deram um só passo na direção do que fizeram Irmã Dulce e Madre Tereza de Calcutá? Eis a pergunta. Amém que agora o brasileiro tem uma Santa para chamar de sua; Santa Irmã Dulce dos Pobres, que ela interceda não só pelos pobres brasileiros, mas do mundo todo. Salve Santa Irmã Dulce dos Pobres!

 

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Coluna-do-Silveira

Data: 16/10/2019

Visitas: 251

Palavras-chave: COLUNA DO SILVEIRA 1450

Fonte:

Big Systems
5378857 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 21 do mês 11 de 2019