• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - COLUNA DO SILVEIRA 1456

COLUNA DO SILVEIRA 1456

“Resposta calma aplaca a ira; palavra mordaz atiça a cólera. A língua dos sábios faz saborear o conhecimento, mas a boca dos insensatos vomita ignorância”. (Provérbios 15/ 1 e 2)

Olá, bom dia! Feliz dia para todos nós, este 6 de novembro de 2019, uma quarta-feira, na qual chegamos com mais uma edição impressa, online e em PDF do Jornal AGORA Santa Inês, a de número 1456. Esta, como as outras que se foram, vem sendo uma semana bastante movimentada, principalmente, no que diz respeito a fatos políticos e politiqueiros. Se há pouco barulho com relação a política local e até estadual, que parece está vivendo uma letargia, sem apetite para muitos disse-me-disse na esfera partidária, no que diz respeito a Brasília e seus satélites, como Rio, São Paulo, etc. é bem diferente. Mas, é mesmo em Brasília, o centro do Poder, onde a agenda política dissertiva se esparrama todos os dias, vazando para toda a Federação. Lá fica o epicentro do furacão. Não, minto. Lá fica mesmo é o furacão! É de lá que partem as “enfucas” que vão deixar cada vez mais sem saber o que fazer, os mais de 210 milhões de brasileiros.  A temperatura por lá não baixa, e os petardos partidos do Rio e de São Paulo, ajudam a ferver mais tudo em torno do “furacão”. Brasília nunca viveu momentos de tanta efervescência política como agora. E o pior é que os que se politicamente se esbofeteiam, são os mesmos que fingem que nada está acontecendo e até trocam abraços e cumprimentos. Gente civilizada essa gente. E para  não ficar só por lá, voltemos nossas vistas para algo que merece um certo “olhar” aqui no Maranhão. O programa global Fantástico de domingo passado, fez uma denúncia em matéria que não se sustenta. Não que eu ache que prefeitos  e prefeitas sejam tudo pessoinhas honestas e coisa e tal. Mas, se sou contra quem não é honesto, e são raríssimas exceções, também não posso usar uma metralhadora giratória e sair acertando em quem eu vejo pela frente. No caso em questão, o programa jornalístico disse que existem 137 prefeituras no Maranhão que fraudaram o FUNDEB. Apenas 80 não estariam  neste balaio. E começou atirando sem piedade contra o município de Monção e sua prefeita. Aliás, 98% da matéria de uma dezena de minutos, foi centrada contra o município de Monção. Parecia até coisa encomendada. Ora bolas! E os outros 136? Pois bem, ontem, terça-feira, o que era segredo, passou a ser do conhecimento de todos; a relação dos 137 municípios maranhenses que seriam os fraudadores do FUNDEB, e pasmem; lá na relação estão além de Monção, SÃO LUÍS, CAXIAS, IMPERATRIZ, TIMON, BACABAL, SÃO JOSÉ DE RIBAMAR, Santa Inês, Zé Doca, Santa Luzia, Pedreiras, Vitória do Mearim, Barra do Corda e mais 124 municípios. Quer dizer: como se chegou a esse número, e que provas realmente se tem contra eles. Queiram ou não, os nomes  desses 137 prefeitos e prefeitas  foram de certa forma, jogados na fornalha política do ano que vem. “Ah, mas em muitos casos trata-se de fraudes registradas em administrações passadas”. Sim, mais, quais são essas prefeituras? “Ah são ainda apenas investigações”. Sim, e então porque jogá-las na fogueira antes de qualquer prova ou condenação? Repito; não estou defendendo aqui nenhum prefeito ou prefeita, mas estou dizendo que fui e sou contra a maneira como fizeram para “queimar”, ou tentar queimar, 137 prefeitos e prefeitas. Sei também que de nada vai adiantar meu ponto de vista aqui, mas, tenho compromissos comigo mesmo enquanto jornalista. E isso me basta. Para concluir, termino esta Coluna, rogando a Deus que nos dê uma excelente dia e nos abençoe a todos, onde quer  que estivermos, hoje e sempre. Amém!

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Coluna-do-Silveira

Data: 06/11/2019

Visitas: 114

Palavras-chave: COLUNA DO SILVEIRA 1456

Fonte:

Big Systems
5378626 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 21 do mês 11 de 2019