• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - A SACIEDADE IMPOSSÍVEL NA POÉTICA DE ANNA LIZ

A SACIEDADE IMPOSSÍVEL NA POÉTICA DE ANNA LIZ

Anna Liz é uma autora que segue firme na construção de um caminho literário sólido. Vai marcando os passos, as jogadas, as vitórias com uma carga humana e densa. Em muitos momentos nos arranca do banal cotidiano, com uma certa violência.

Sabe aproveitar bem as sujeiras da vida, as paredes manchadas pelo tempo, os palitos que foram queimando os sonhos, de forma primitiva para transformar em poesia. No Livro novo “SOB(RE) A PENA ESCONDIDA” busca a saciedade das comoções, com um olhar coletor. Como podemos observar em Sobre a Tela:

 

a dor

o rasgo

o cigarro

a dose de whisky

entre paixão e desavenças

o beijo da moça

na tela,  duas

na vida,  várias

a vida tão agitada

quanto a de Frida Khalo

não fosse a monotonia.

 

Há aqui um macróbios, imenso, representando bem a existência utópica do mundo coetâneo. No entanto, resta um vazio nas pequenas células de Anna Liz, que é também o nosso vazio, a nossa impossibilidade de realização.

O poemário é dividido em três partes: I – SOB(RE) A OUTRA FACE; II – SOB(RE) O MISTÉRIO DO OLHAR e III –SOB(RE) A PENA GASTA. Não há escamas metafóricas iguais, encharcando a mesma água. A poeta extrapola a dimensão vital, apresentando um arquétipo próprio e copiável, pela poesia contemporânea.

A insaciedade é marca forte da nova poesia de Anna Liz, que nos ‘mata a sede com água salgada’.

 

 Texto: PAULO RODRIGUES – Professor de Literatura, poeta, escritor, autor de O Abrigo de Orfeu (Editora Penalux, 2017).

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Entretenimento

Data: 13/11/2019

Visitas: 116

Palavras-chave: A SACIEDADE IMPOSSÍVEL NA POÉTICA DE ANNA LIZ

Fonte: PAULO RODRIGUES

Big Systems
5526424 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 12 do mês 12 de 2019