• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - PM QUE SE MATOU NÃO DEIXOU CARTA

PM QUE SE MATOU NÃO DEIXOU CARTA

 

Coronel Machado leu uma Oração de Santo Agostinho 

 Na última edição impressa do Jornal AGORA Santa Inês, que circulou quarta-feira (13),  uma das matérias correlatas ao suicídio do soldado Ítalo Bruno dos Santos Chaves, mais especificamente na matéria ‘SOLDADO SANTOS TERIA DEIXADO CARTA PARA SER LIDA EM SEU SEPULTAMENTO”, a editoria do jornal, desde a manchete, deixou bem claro que “teria” havido essa possibilidade. O que não houve, e por esse motivo o Jornal refaz a matéria, pois veio a confirmar posteriormente que não se tratou de um trecho de uma possível carta deixada pelo Soldado Santos, mas o que o Coronel Machado leu diante do caixão do PM, antes de seu sepultamento, foi o trecho, ou uma Oração completa de  Santo Agostinho, cujo título é; “A Morte Não é Nada”. A matéria do AGORA, se baseou em um pequeno vídeo que foi enviado para o WhatsApp do jornal (98233-8545), já no momento do fechamento da edição, o que, agindo de forma não afirmativa, o Editor fez questão de frisar, por duas ou mais vezes, que o PM “TERIA”. E “teria” nunca foi uma afirmativa, mas uma possibilidade, uma suposição. Todavia, não recebemos mais do que apenas uma mensagem depreciativa sobre o que publicamos. Jornais, revistas  são feitos por jornalistas que por sua vez, são seres humanos, passíveis de erros, o que não foi esse caso especificamente, uma vez que a matéria está amparada no “Teria”.  Quanto aos conteúdos  das outras matérias, todos eles tiveram checadas suas origens em tempo hábil como sempre fazemos, não estando livre de aqui ou acolá, como a Globo, a Veja, a Folha de São Paulo, a Record, e outros veículos de comunicação, publicarmos uma matéria onde o “teria” não é afirmação do fato; repetimos. Segue abaixo a Oração “A Morte Não é Nada”, de Santo Agostinho, que foi (ou teria) lida pelo Coronel Machado no sepultamento do Soldado Santos.           

 

A MORTE NÃO É NADA (SANTO AGOSTINHO)

 

“A morte não é nada

Eu somente passei

para o outro lado do Caminho

 

Eu sou eu, vocês são vocês

O que eu era para vocês,

eu continuarei sendo

 

Me deem o nome

que vocês sempre me deram,

falem comigo

como vocês sempre fizeram

 

Vocês continuam vivendo

no mundo das criaturas,

eu estou vivendo

no mundo do Criador

 

Não utilizem um tom solene

ou triste, continuem a rir

daquilo que nos fazia rir juntos

 

Rezem, sorriam, pensem em mim

Rezem por mim

 

Que meu nome seja pronunciado

como sempre foi,

sem ênfase de nenhum tipo

Sem nenhum traço de sombra

ou tristeza

 

A vida significa tudo

o que ela sempre significou,

o fio não foi cortado

Porque eu estaria fora

de seus pensamentos,

agora que estou apenas fora

de suas vistas?

 

Eu não estou longe,

apenas estou

do outro lado do Caminho…

 

Você que aí ficou, siga em frente,

a vida continua, linda e bela

como sempre foi”.

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: A-Cidade

Data: 14/11/2019

Visitas: 1222

Palavras-chave: PM QUE SE MATOU NÃO DEIXOU CARTA

Fonte:

Big Systems
7000178 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 15 do mês 08 de 2020