• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - COLUNA DO SILVEIRA 1459

COLUNA DO SILVEIRA 1459

“O Coração muitas vezes funciona como a Alma do ser Humano. A Alma é onde habita o Espírito Santo enviado por Deus. Muitas das vezes, usamos o Fígado, ao invés do Coração, para avaliarmos o que acontece em nosso redor”. Clélio Silveira Filho O lá, bom dia! Hoje é terça-feira, 19 de novembro de 2019, e nós estamos aqui, como sempre, entregando aos nossos milhares de leitores das edições impressas, online e em PDF, de mais um trabalho que começa quando termina o anterior. Esta Edição do AGORA, contempla vários assuntos que dizem respeito à cidade de Santa Inês, perpassa pela região do Vale do Pindaré, se estende por outras regiões do Estado do Maranhão, traz algo que fora originado lá por São Luís, a capital, e vai até o (s) centro (s) do (s) Poder (es) – Brasília, São Paulo, Curitiba e Rio de Janeiro, onde estão sendo decididos os mais impactantes problemas políticos, policiais e administrativos do Brasil, etc. O AGORA, não estaciona só por Santa Inês. Não dá para fazer jornalismo, a essas alturas do campeonato, sem nos reportarmos aos fatos (e tripas) que estão escancarados lá no Sul e Sudeste, expondo as vísceras (seria redundância, já que falamos em fatos e tripas ali atrás?) do país para o mundo inteiro. Não dá. Como diria Gonzaguinha se vivo fosse; “não dá pra ser feliz, não dá pra ser feliz! Não dá pra ser feliz....não dá pra ser feliz!”, mas, a gente tenta e não desiste dessa tal felicidade. Um dia a gente aprende que gente que parece ser gente, também é capaz de tudo, inclusive de sacrificar milhões de vidas, para se dar bem. Nomes? Não. Não precisa. Qualquer criança que pese cinco quilos, já ouviu falar nos nomes desses enganadores do povo. Que Deus (que dizem que é Brasileiro) tenha misericórdia de nós e nos livre dessa cambada, além é claro, de nos conceder um bom dia, uma boa semana e que Ele, nos abençoe a todos. Amém!

MACRORREGIONAL E CAMPANHA DO DIA “D” Foi realizado ontem, segunda-feira, (18), durante toda a manhã o dia “D” de doação de sangue no Hospital Macrorregional, voltado para a campanha da II Corrida pela vida, em Santa Inês. A campanha, que está em seu segundo ano de realização, é voltada para a coleta de sangue para abastecer o banco de sangue do Hemonúcleo da cidade. Um grande número de pessoas estiveram doando, desde às 8h da manhã de segunda. A expectativa é de que o número de doação desta edição, que chega a 50, supere a do ano passado, que compreende cerca de 80 bolsas de sangue, número divulgado pelo Hospital Macrorregional de Santa Inês.

VIDA DE GENTE HONESTA SÓ TEM PRIMEIRA INSTÂNCIA

A sua vida e a minha não tem muitas instâncias. A maioria dos nossos prosaicos problemas diários precisam ser resolvidos em primeira instância mesmo. Ou quando o dinheiro acaba no banco, seu gerente paga umas três instâncias das suas contas antes de informar que você está quebrado? Doenças não dão direito a recurso. Chefe não espera segunda instância para demitir. Gente honesta precisa decidir quase tudo em primeira instância. Mas por alguma razão indizível, canalhas tem direito a inúmeras instâncias para se defender. A Justiça não é cega. É míope. Por isso o STF compreendeu que é assim mesmo que tem que ser. Enquanto tudo que a nação pede, há anos, é que se faça justiça, que se reduza a violência, que se acabe com a corrupção, a Corte Suprema decidiu que são necessárias mais instâncias para se comprovar o que duas cortes já comprovaram. Ao lixo com o julgamento de primeira e segunda instância, pagos com nosso dinheiro. Não valeu. Começa de novo, porque o imposto da gente de bem está aí pra isso mesmo. Em nenhum outro canto da nossa vida existe tanta oportunidade. No Enem não tem segunda instância. No hospital não tem segunda instância. Dívida não tem segunda instância. Falência não tem segunda instância. Assassinato tem. Bandidagem tem. Assalto a banco tem. Corrupção tem. Enquanto você e eu temos que correr para acertar na primeira, para ganhar na primeira, para pagar na primeira, para salvar na primeira, o STF - que deveria nos defender - criou uma casta seleta, formada pela escória do país. E deu a eles chance, deu tempo, deu prazo, deu esperanças. As mesmas chances que faltam a 13 milhões de desempregados, o mesmo tempo que não tem quem precisa trabalhar e estudar, o mesmo prazo que não pode contar quem espera um transplante no SUS. Corruptos, canalhas, facínoras, bandidos voltam às ruas, livres, esperando por mais instâncias de injustiça. Enquanto a vida de quem é honesto está transitada em julgado.(POR MENTOR NETO)

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Coluna-do-Silveira

Data: 19/11/2019

Visitas: 170

Palavras-chave: COLUNA DO SILVEIRA 1459

Fonte:

Big Systems
5548545 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 14 do mês 12 de 2019