• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - SETE ASSASSINATOS SÃO REGISTRADOS NO VIOLENTO MÊS DE NOVEMBRO EM SANTA INÊS

SETE ASSASSINATOS SÃO REGISTRADOS NO VIOLENTO MÊS DE NOVEMBRO EM SANTA INÊS

A violência ultimamente tem sido um dos problemas mais graves e ocorridos na cidade de Santa Inês. Cada dia que passa o número de assassinatos tem aumentado constantemente no município, o que tem deixado a população bastante preocupada nos últimos meses. É necessário relatar que só no mês de novembro foram registrados exatamente 7 homicídios na cidade, com diferença mínima referente ao mês de outubro que foram 4.

Com relação a esses acontecimentos, o Jornal Agora, por meio desta matéria, destaca todos os casos de assassinatos do mês de novembro.

PRIMEIRO CASO:

Manoel Abreu de Souza, mais conhecido como “Novinho” morreu no dia (02/11) em confronto com a polícia. O fato aconteceu quando a Polícia Militar teria se deslocado a uma residência localizada no Bairro Coheb, após uma denúncia. Quando  o Esquadrão Pretoriano de deslocou ao local informado  foi surpreendido com “Novinho”, que disparou contra os mesmos ao chegarem à residência.

A polícia revidou e atirou contra o próprio que foi atingido e levado ao hospital, porém, não resistiu e veio a óbito. “Novinho” já estava sendo procurado pela polícia, e acusado de praticar  vários assaltos em sítios em Santa Inês.

Manoel Abreu de Souza

SEGUNDO CASO:

Ocorreu na madrugada de segunda-feira (04/11). Gilvanilson Gomes dos Reis, mais conhecido popularmente como “Gil”, foi assassinado com vários golpes de faca na Vila Adelaide Cabral. O corpo foi encontrado em um terreno baldio. Conforme as informações, o fato aconteceu por volta das 4h da madrugada, quando Gilvanilson foi atingido com pelo menos 50 perfurações, até hoje não se sabe quem é foi o autor do crime e nem o motivo.

Gilvanilson Gomes dos Reis

TERCEIRO CASO:

Aconteceu na tarde de sexta-feira (08/11), por volta das 14h, no Bairro Mutirão na cidade de Santa Inês. A Vítima foi identificada como Marcone Coelho Batista, de 39 anos, o qual  era morador da cidade de Monção.De acordo com informações de familiares, Marcone Coelho teria se deslocado de Monção à Santa Inês para realizar algumas cobranças, o mesmo estaria em um veículo Saveiro Croos, cor vinho, na Rua Manoel Garrincha no Bairro Mutirão, quando foi surpreendido com vários disparos.Ainda com informações, a família acredita que teriam armado para o próprio.

Marcone Coelho Batista

QUARTO CASO:

Decorreu na noite de quarta-feira (13/11). A jovem identificada como Carolaine Silva Figueredo da Conceição, de 16 anos foi assassinada no Bairro da Coheb em Santa Inês. Conforme as informações de familiares, a jovem estava juntamente com seu companheiro Ruan Felipe Ramos de Morais, de 18 anos em uma motocicleta, nas proximidades da subestação da Cemar, quando ambos foram surpreendidos com vários disparos.Carolaine foi alvejada com 4 (quatro) tiros, e veio a óbito no local, enquanto Ruan foi atingido com 5 (cinco) tiros,  e naquela noite teria sido levado para o Hospital Macrorregional, onde passou por várias cirurgias.

Carolaine Silva Figueredo da Conceição

QUINTO CASO:

O crime aconteceu na quinta-feira (21/11), na Vila Marcony, onde um homem identificado como Rafael Sousa dos Santos, de 22 anos, mais conhecido como “Biel” foi morto com vários tiros no final da tarde. Alguns homens os quais não foram identificados teriam chegadoem uma  caminhonete S10, momento em que aproximaram e efetuaram vários disparos contra “Biel”, o mesmo foi alvejado com pelo menos 10 tiros e veio a óbito no local. Biel, dizem, já tinha passagem pela polícia.

Rafael Sousa dos Santos

SEXTO CASO:

Na mesma quinta-feira (21/11), o jovem Wedson Costa Silva,  de 23 anos, foi assassinado no inicio da noite na Vila Conceição, quando retornava à sua residência localizada no Bairro Sol Nascente. Wedson era funcionário do Armazém Paraíba, trabalhava no setor de tecidos. Quando voltava do trabalho, foi surpreendido por dois homens em uma moto, os quais efetuaram 07 disparos de arma de fogo no mesmo. Conforme informações, Wedson teria sido confundido com seu irmão, pois o alvo seria o próprio. Ele ainda foi socorrido e levado para o Hospital Municipal Thomaz Martins, porém não resistiu e veio a óbito.

Wedson Costa Silva

SÉTIMO CASO:

Foi o caso de Jardson Campos Gomes, de 27 anos, o qual foi encontrado morto no sábado (23/11).O corpo foi achado nas proximidades do antigo lixão, nas proximidades do Bairro Canaã.O fato teria acontecido por volta das 2h da madrugada, momento que ouviram vários disparos naquela localidade.Jardson Campos era morador da cidade de Pindaré Mirim, e foi encontrado nas primeiras horas do dia com aproximadamente 14 tiros. Além disso, o cadáver ainda estava de mãos amarradas.

Jardson Campos Gomes

1º CASO DO MÊS DE DEZEMBRO

Na madrugada de domingo 1º, por volta das 00h:30, um homem identificado como Cristiano Bezerra Sousa, de 30 anos,  mais conhecido como “Tem-tem” foi assassinado com vários disparos de arma de fogo. O fato aconteceu nas proximidades da Rodoviária de Santa Inês, localizado no Bairro Sabbak.

Duas pessoas teriam se aproximado de “Tem-tem” em uma motocicleta executando-o com vários tiros. É necessário relatar que “Tem-tem” já teve diversas passagens pela polícia, e teria desavenças com várias pessoas na cidade. Acredita-se que teria sido acerto de contas, o mesmo era usuário de drogas.

Cristiano Bezerra Sousa

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Policia

Data: 04/12/2019

Visitas: 1692

Palavras-chave: SETE ASSASSINATOS SÃO REGISTRADOS NO VIOLENTO MÊS DE NOVEMBRO EM SANTA INÊS

Fonte: Késsia Marina

Big Systems
6154979 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 05 do mês 04 de 2020