• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - “Gordinho” foi assassinado na última terça-feira (03) em Santa Inês

“Gordinho” foi assassinado na última terça-feira (03) em Santa Inês

Na noite de terça-feira (03), Raimundo Warlison de Sousa Felix, de 20 anos, mais conhecido como “Gordinho” foi assassinado  com pelo menos 7 tiros de arma de fogo, no Bairro Canaã em Santa Inês. “Gordinho” estava juntamente com alguns colegas na esquina próximo a sua residência, quando chegaram dois homens em uma motocicleta, o que estava na garupa desceu e efetuou vários disparos no próprio. Ele até chegou a ser socorrido e levado para o hospital, porém veio a óbito antes mesmo de chegar lá.

“Gordinho” já teve várias passagens pela polícia, além disso, foi um dos envolvidos no caso das crianças, as quais morreram durante um tiroteio na Praça Evaldo Cardoso, na Vila Adelaide Cabral.

ENTENDA O CASO

O tiroteio ocorreu na noite do dia 22 de outubro do ano passado, onde o alvo seria “Gordinho”. Leandro e Danilo decidiram assassiná-lo por ser o suspeito de ter cometido um assalto ocorrido na noite daquele dia. Leandro Santos o (mandante) conduzia um veículo Saveiro, ele teria transportado Danilo Cutrim  o (atirador) até o local do crime.

“Gordinho” se encontrava na Praça Evaldo Cardoso, quando Leandro Santos e Danilo Cutrim se aproximaram de posse de uma arma de fogo no intuito de matá-lo. No local estavam várias crianças que brincavam inclusive Jhoniel Ribeiro e Victor Gabriel, os quais foram alvejados por balas perdidas no tiroteio. Danilo disparou diversas vezes contra “Gordinho”, porém, errou todos os disparos contra o alvo e infelizmente afetando as duas crianças. Ao perceberem que atingiram pessoas diferentes ambos fugiram da localidade.

Após o ocorrido, a polícia conseguiu prender todos os envolvidos no caso. Leandro e Danilo foram a Júri Popular no dia 30 de outubro de 2019. O julgamento do processo resultou na condenação de Danilo Cutrim Lima, o qual cumprirá a pena em regime fechado durante 22 anos, 03 meses e 23 dias. Foi  declarada absolvição para o réu Leandro Santos Rodrigues, enquanto “Gordinho” estava em liberdade no uso da tornozeleira eletrônica, e o mesmo foi assassinado na noite de terça-feira (03).

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Policia

Data: 05/12/2019

Visitas: 683

Palavras-chave: “Gordinho” foi assassinado na última terça-feira (03) em Santa Inês

Fonte: Por redação

Big Systems
6154940 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 05 do mês 04 de 2020