• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - ASSIM COMO A IRA É PÉSSIMA CONSELHEIRA

ASSIM COMO A IRA É PÉSSIMA CONSELHEIRA

Diz-me o meu confrade e amigo o poetaNathan Pereira que a paciência é amiga da perfeição, e é mesmo. Carecemos de muita paciência na trilha dos nossos sonhos para transforma-los em projetos que tornar-se-ão realidade. É necessário entender de disciplina, tenacidade, ter foco e acreditar em si, no nosso potencial. E o que eu acho primordial: trabalhar incansavelmente. Sucesso nada tem a ver com sorte. Apraz-me deveras conversar com o Nathan e quando eu falei a respeito dele com outra pessoa essencial e especial na minha vida, a poeta Luiza Cantanhede, disse-me ela que ele é uma grata descoberta para a poesia contemporânea, apesar de contar com apenas 18 anos, escreve poesia lindamente. Nesse afã de garimpar novos talentos foi que eu descobri que outro amigo dileto, o Leandro Gomes também tem intimidade no trato com as palavras, escreve crônicas belíssimas. Pois bem, nessa conversa com meu amigo Nathan, discorremos por vários temas ligados a literatura, a poesia, a arte, a vida, o belo...muita filosofia em questão. Retiro desses diálogos, como os que tenho com o meu irmão de utopias Paulo Rodrigues e outro de quem sou fã declarado o Carlos Denilson, assim como o Ronilson, muito aprendizado. Uso perante eles a máxima: Dois ouvidos e uma boca.  Lembro-me de ter encerrado a conversa com o jovem Nathan Pereira com a frase:ASSIM COMO A IRA É PESSIMA CONSELHEIRA, posto que eu todas as vezes que tomei decisões sob o impacto da ira eu fui cruel e por conseguinte acabei magoando alguém e, por conta disso, experimentando a péssima sensação de arrependimento. Foi por isso que nasceu em mim a decisão de com a chegada (finalmente) da maturidade, evitar ao máximo entrar em atrito, rota de colisão, principalmente em discussões sem proveito. A ira nos rouba, mesmo que temporariamente, a capacidade de raciocinar, de pensar nas consequências e como invariavelmente o estágio de fúria vai passar... o que fica, em muitos casos são as palavras ofensivas, por exemplo, ecoando dentro de nós. Estou acompanhando a recente tragédia de um policial que matou a esposa de quem estaria supostamente se separando que ele teria flagrado em adultério com um suposto amante. Não estou a altura de fazer juízo de condenação, nem os dedos de nossas mãos são iguais, somos seres únicos no universo. O que me empobrece deveras como ser humano é saber que existem na nossa espécie semelhantes que ainda acreditam ser o dono do outro a ponto de, sob as mais estapafúrdias desculpas, posarem ao mesmo tempo de inquisidores e algozes, quando o belo é viver e deixar viver. Estou deveras consternado sem nem conhecer as famílias dessas vítimas do mal, são todos vítimas, inclusive dessa inclinação para o malque empurra a humanidade para um enorme abismo. Machismo, preconceito, discriminação, ausência de Deus no coração...são mazelas que somadas aos péssimos conselhos da ira deixam sequelas para sempre e infelizmente, em muitos casos, não chegam a servir de aprendizado.

 Luís Henrique Sousa Costa

 

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Entretenimento

Data: 01/02/2020

Visitas: 22

Palavras-chave: ASSIM COMO A IRA É PÉSSIMA CONSELHEIRA

Fonte: ASSIM COMO A IRA É PÉSSIMA CONSELHEIRA

Big Systems
5896322 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 25 do mês 02 de 2020