• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - COLUNA DO SILVEIRA 1484

COLUNA DO SILVEIRA 1484

“Em meio à adversidade vós me conservais a vida. Estendei a não contra a cólera dos meus inimigos. Salva-me a Vossa mão!”. Salmo 137/7.

 

Olá, bom dia! Claro que todos vocês que me leem agora, já ouviram falar em vírus, viroses, etc. Pois bem, essas “abençoadas” estão por aí atormentando a vida dos brasileiros mais do que os estrangeiros. É que com o clima que temos aqui, estamos  suscetível a centenas de vírus, deles que a gente não ouve falar desde criancinha. Pois agora eles estão de volta. E por conta de um deles, estamos como se diz por aí, de quarentena. Uma família inteira, por bem dizer. Coisa de deixar de cama o mais forte dos homens e a mais brava ou mansas das mulheres. O vírus corre de ponta a ponta o país tropical, e o tal do coronavírus que está assustando o mundo, é fichinha perto dos vírus que “desfilam” por aqui. Por conta disso, não circulamos na quarta-feira, e nem sei se estaremos circulando hoje, sexta-feira. Espero que sim. Mas, creiam, foi no sacrifício mesmo. Por outro lado, compromisso é compromisso e informar o povo é dever nosso e ponto! Por isso estamos aqui com a edição impressa, online e eletrônica (PDF) de número 1484, onde trazemos um Caderno Especial só com o tema que ontem sacudiu Santa Inês; as terras leiloadas do Bananal. Mais uma vez, o bom censo agiu, e nos livramos de uma tragédia. A sequência de matérias que seguem publicadas a partir da página 7, elas todas são uma sequência desde quando esse “mal feito” acertou em cheio não só os posseiros lá do Bananal, mas toda a população de Santa Inês, visto que ali é (ou era) um patrimônio público. Leiam lá todas as matérias com paciência, que entenderão. Mas não deixem de ler. Tenham todos um bom final de semana, e esperamos voltar à normalidade a partir da semana que vem, se Deus quiser. E que Ele nos abençoe a todos, hoje e sempre. Amém!    

BOM GOSTO MUSICAL

As coisas estão mudando mesmo em Santa Inês. Para melhor. Principalmente no gosto musical, graças as tais rádios internas de grandes nomes como Farmácias, lojas de departamentos  e até no único supermercado da cidade. Estive à tarde de sábado em três desses "ambientes" comerciais, e em um deles a Rádio estava tocando Chico Buarque de Holanda, (Cálice), no outro estava tocando Caetano Veloso (Fera Ferida) e em um terceiro Milton Nascimento (Travessia) e logo entrou Djavan com Eu te Devoro. Isso não é incrível? Poxa, assim estamos voltando às décadas de 60 e 70 quando se consumia por aqui músicas de grandes nomes, da MPB. Além de Roberto Carlos e cia. se ouvia Paulo Sérgio, Fernando Mendes e José Augusto, é também se ouvia Chico, Gil, Caetano, Elis Regina, Rita Lee, Tim Maia, Tom Jobim, Gal, Bethânia, Geraldo Vandré, Gonzaguinha e Gonzagão,  e até Núbia Lafaiete. É, eu sou testemunha desse tempo. Muitos calouros dessa época passaram por meu programa cantando músicas desses nomes aí de cima. Mais tarde, com muito orgulho, trabalhei com ao menos sete desses nomes: Fernando Mendes, José Augusto, Núbia Lafaiete, Gilberto Gil, Gal Costa, Tim Maia e Rita Lee. A Música Popular Brasileira está precisando  de ser oxigenada. Ou voltar ao passado até a década de 90, por exemplo. Além desses sete que listei aí, trabalhei ou produzi, ou empresariei, mais uns 390 (TREZENTOS E NOVENTA) nomes, alguns internacionais. Falo de cátedra!

https://i.imgur.com/qZfn8nx.jpg

Chico Buarque de Holanda, Caetano Veloso e Milton Nascimento/ Foto Instagram do Chico.

DO FUNDO DO BAÚ

Primeiro show que Leonardo fez depois da morte de Leandro foi produzido por mim. Este show foi realizado em uma quarta-feira, mas era para ter sido no sábado anterior. Ocorre que depois do sepultamento de Leandro, Augusto Canon, empresário da dupla levou Leonardo para a Itália, onde estava acontecendo a Copa do Mundo, para ver se ele se distraia um pouco. No dia de voltar ele não estava bem. Toda programação de shows foi alterada. Na foto ele, minha mulher Aldrey, (com 23 anos) uma amiga e ao fundo o jatinho que ele viajava.

Leonardo juntamente com Aldrey Silveira e amiga Marta Ventura. /Foto arquivo pessoal. 

 

O TAMANHO SO SUCESSO

Isabella Silveira estreando em Comercial Nacional da Seara. Horário nobre na Globo, na novela das 7, das 8, Fantástico, Altas Horas e outros. Também em outros canais, redes sociais, Globonews, e no YouTube. A estréia foi sábado, dia 22. Isabella é minha filha com Aldrey, é Bacharel em Direito, modelo, atriz e cantora com mais de UM MILHÃO E MEIO de audições nos vídeos musicais postados em seu Instagram: @zabella, e mais de 15 milhões de visualizações nas fotos postadas lá também. É maranhense de Imperatriz onde nasceu e morou por oito anos, morou por 10 anos em Santa Inês, e foi para Teresina onde se formou em Direito. Tem menos de 2 anos de São Paulo, onde já fez comerciais regionais para a Riachuelo, Puma no Rock Rio, C&A, Zatini, e outras marcas. Antes de seguir para São Paulo fez comerciais para a Noroeste, Armazém Paraíba, Pintos, Riverside e outras. O comercial (vídeo)  da Seara no YouTube já foi visto mais de  DEZESSETE MILHÕES DE VEZES  EM  UMA SEMANA, e quantos milhões de pessoas já o viram na TV. E pensar que até uns anos atrás ela era simplesmente a filha do “Silveira e da Aldrey” quando era vista em alguns lugares fora a Escola Horas Alegres em Santa Inês. 

 

Isabella Silveira/ Print do Comercial da Seara.

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Coluna-do-Silveira

Data: 06/03/2020

Visitas: 121

Palavras-chave: COLUNA DO SILVEIRA 1484

Fonte:

Big Systems
6118813 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 29 do mês 03 de 2020