• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - A solidariedade ao nosso alcance

A solidariedade ao nosso alcance

A solidariedade, é sem qualquer dúvida, uma das mais nobresvirtudes humanas. É uma ação benemérita, exemplar e digna e é destinada a alguém que espera algo do outro, sobretudo, quando esses se encontram em situações de necessidade, de sofrimentos e dor.É uma das maiores expressões de bondade, de amabilidade e de humanidade que se pode prestar ao próximo.Cultivar e promover a solidariedade nos dias autuais é imperioso e fundamental para darmos cada vez mais dignidade às relações humanas.A solidariedade é extensão da gentileza, da benevolência, do amor ao próximo, do carinho e da amizade. O solidário é desprendido, altivo e generoso. E ela nasce da inspiração amorosa e altruística e da identificação com os outros, que se encontram, muitas das vezes, em condições de precariedade.Em significado.coma palavra solidariedade indica a qualidade de solidário é um sentimento de identificação em relação ao sofrimento dos outros. A palavra tem origem no francês solidarité que também pode remeter para uma responsabilidade recíproca.Em Dicionário Etimológico Nova Fronteira, solidar – solidariedade - solidário, remete a sólido que tem consistência, que não é oco ou que não se deixa destruir facilmente. De fato, as atitudes de solidariedade são, em geral, firmes, decididas e fortes e provém de atitudes de quem é grande, firme e forte.  A sociedade contemporânea não tem demonstrado ser solidária, muito embora em muitas pessoas esse sentimento seja pungente. A baixa expressão desse comportamento colabora para a desarmonia, para os conflitos sociais profundos desde muito cedo do nosso desenvolvimento. Colabora, para não valorizarmos e não darmos a devida importância ereconhecimentodo valor do outro. E isso nos afasta mutuamente. No presente momento, todoprocesso de nossa formação, pessoal, familiar e social, nos empurra para o lado do isolacionismo, do egoísmo e para o egocentrismo. Isto é,"eu no centro". Esse egocentrismo pragmático, tem como legado fundamental a exaltação excessiva da própria personalidade, o culto ao ego, onde a atenção principal do sujeito recai nele próprio, tornando-os indiferentes e insensíveis aos outros, além de colocá-lo -no centro da atenção dos outros e do próprio mundo.Essa condição, impede, naturalmente, que as pessoas se solidarizarem umas com as outras. Se desprendam de si mesmo para ir ao encontro do outro em condições de profundo respeito à sua condição. Ao se apartarem de si mesmo e se manterem mais próximos uns dos outros, que é pressuposto ideal para o exercício da solidariedade, fortaleceremos o tecido social, cresceremos e daremos sentido à vida e magnitude às relações humanas. A solidariedade é o combustível que garante a convivência de reciprocidades. Ela, não se dá, somente, através da compaixão, na piedade ou no cuidar do outro, muito embora, seja essa, uma das mais importantes demonstraçõesem seu sentido maior. Também, pode se dá na divisão de tarefas e de trabalho, na responsabilidade social, no dever cumprido, no compartilhar de missões e tarefas. Em manter a justiça e o bem-estar de todos. Se dá também, na convivência harmoniosa, no compartilhamento de ideias, de doutrinas e sentimentos, em compromissos jurídicos, em grupamentos sociais  mantidos por interesses comuns de colaboração. Essas são distintas formas de demonstração de solidariedade do ponto de vista existencial.Queiramos nós ou não, as dificuldades que se impõemnas circunstancias da vida moderna, que ocorrem na sociedade contemporânea, reconhece-se que não estamos preparados para de alcançarmos a plenitude da solidariedade. Esse despreparo, nos impede de fortalecermos o tecido social. Por estarmos despreparados para o compartilhamento, nos tornamos solitários e isolados. Somos biologicamente impelidos para convivermos e a maior inspiração para isso deverá ser através da solidariedade.Do ponto de vista religioso, cito referências da Dissertação de Mestrado em Ciências da Religião na UNICAP de JOSÉ HAMILTON DA COSTA a qual trata da RELIGIÃO E SOLIDARIEDADE: a fundação da Caritas Brasileira por Dom Helder Câmara. Nela, relevou as obras desse religioso icônico brasileiro por demonstrar em suas obras a prática da solidariedade através de suas obras de inclusão social, através das instituições e de atividades que criou e/ou apoiou.Segundo o teólogo Felipe Magalhães Francisco, para o judaísmo e o cristianismo, a solidariedade humana é reflexo da própria solidariedade divina. O mesmo diz ainda: “O Deus bíblico é aquele que se move, misericordioso, em direção ao humano sofredor. Esse mover-se divino é inspiração, como fruto espiritual, do mover solidário – misericordioso e compassivo – dos que nele depositam fé, rumo aos irmãos e irmãs sofredores”. O cristianismo ressalta, de modo radical, a solidariedade divina com a humanidade: a encarnação do Filho de Deus, a segunda Pessoa da Trindade, na vida humana. Tal solidariedade encarnatórica se revela na inauguração do Reino de amor, no qual a solidariedade entre os irmãos e irmãs é sinal da comunhão na participação da vida divina. Acrescenta, ainda, o teólogo: “também as religiões afro-brasileiras, bem como o espiritismo, com claras influências jesuânicas, insistem no caráter solidário entre as pessoas, como fundamentais para o processo de evolução espiritual de seus fiéis”.Diz ele: “estes são pequenos exemplos, dentro da grande diversidade religiosa, que mostram como a solidariedade é dimensão fundamental no exercício espiritual, por isso de humanização, das pessoas. Numa sociedade cada vez mais individualista, na qual as pessoas são levadas a serem consideradas como concorrentes, e não como companheiras, o papel das religiões se faz deveras importante, na educação espiritual dos fiéis, colaborando para a construção de uma humanidade que seja, de fato, humanizada”.Como podemos notar, através desses exemplos acima, a solidariedade deve ser exercitada, demonstrada e experenciada em nossa vida em suas diferentes possibilidades e ocasiões, todos ganham, pois nos fortalece,  nos dá dignidade e exortam nosso companheirismo e espírito fraterno, através dessas atitudes solidárias, não só do ponto de vista afetivo e espiritual, mas também, e principalmente, do ponto de vista pessoal e social pois nosso crescimento depende da solidariedade. 

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Entretenimento

Data: 21/03/2020

Visitas: 67

Palavras-chave: A solidariedade ao nosso alcance

Fonte: RUY PALHANO

Big Systems
6118860 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 29 do mês 03 de 2020