• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - SEBA EMPLACA 80 ANOS DE OLHO NO FUTURO....DELE....E DOS NETOS

SEBA EMPLACA 80 ANOS DE OLHO NO FUTURO....DELE....E DOS NETOS

Não se sabe bem o ano em que o hoje advogado José Franklin Skeff Seba, chegou em Santa Inês, mas com certeza foi na segunda metade da década de 60, e ele já estava bem grandinho e  salvo engano, casado com Dona Ivanilde Seba, uma das senhoras mais conhecidas e queridas de Santa Inês por muitos anos e até os dias de hoje. Os hoje sessentões, se lembram muito bem das noites vividas anos e anos nas cadeiras do Cine Art Palácio, o primeiro grande investimento que Seba fez em Santa Inês. Era ali, na porta do cinema que aconteciam as resenhas sobre os mais variados assuntos que a “galera” da época curtia. Música, futebol, o tema do filme que iam assistir, etc. até a hora em que o locutor anunciava no serviço de alto falante  a última música a ser tocada, e em seguida o sufixo, finalizando a programação para a cidade e o início da exibição do filme do dia. Mas antes, todos tinham que passar pela Bilheteria, onde o Bilheteiro Chiquinho Cavalcante “batia” ponto todas as noites, e pela portaria onde todos davam de cara com Dona Ivanilde. A essas alturas, Seba já estava no piso superior do cinema, cujo prédio existe até hoje na Rua da Raposa “olhando” para a Rua do Flamengo, como a lembrar das décadas passadas.

Seba tem história para contar sobre Santa Inês. Ele completou na segunda-feira 18, 80 anos, e não é exagero dizer-se que desses 80 anos, mais de 60 foram vividos em Santa Inês. Seba sempre esteve “na boca” do povo desta urbe. Dono de cinema, mas também locutor do carro de som (a volante) que anunciava o filme e convidava os fãs da 7ª Arte para assistirem o que estava em cartaz naquele momento.

FILMES INESQUECÍVEIS

Alguns filmes vivem em nossas memórias até hoje: Paixão de Cristo, Coração Luto, D. Jango, Tarzan o Rei das Selvas, Charles Chaplin, O Conde de Monte Cristo, e tantos outros. Também passaram pelo Cine Art Palácio alguns artistas que eram sucesso na época, a maior parte trazidos por mim; Carlos André, Waldick Soriano, Genival Santos, Alípio Martins, Fernando Mendes, José Augusto, Marcus Pitter e até Núbia Lafayete, um dos grandes nomes nacionais da música romântica brasileira.

SHOW DE CALOUROS

O cinema também se transformou em um palco de apresentação musicais de calouros, que viraram artistas de verdade nos  primeiros anos da década de 70; Gilberto Brito, Vicente Telles e Lourival Tavares, esses dois estão radicados no Rio de Janeiro e São Paulo respectivamente, há cerca de 40 ou mais anos. Hernando Farias Timóteo (o primeiro artista de Santa Inês a gravar um compacto em São Paulo), Batista Cabeludo, Doquinha e tantos outros que eram apresentados por mim. Isso mesmo; por Clélio Silveira Filho, o Silveira, não por acaso também locutor do Cine Art Palácio e de carros de som, além de ter sido eu, o primeiro locutor de porta de loja, na época, a do Armazém Sampaio.

QUEM FEZ HISTÓRIA

MESMO FOI SEBA

E que bela história a de Seba,  como poucos já fizeram em Santa Inês. Bela porque divertida. Bela, pois feita de vitórias. Bela, porque Seba do nada virou político. Belíssima porque Seba virou lenda viva, portanto em vida, foi o mais “folclórico” político de Santa Inês. Foi vereador, vice-prefeito, prefeito, salvo engano por seis anos, foi deputado estadual, voltou a ser vereador, foi presidente da Câmara Municipal depois dos 70 anos de idade. Seba virou advogado já na terceira idade. Seba é Seba, e ponto! E se Santa Inês tem uma Rodoviária, hoje xingada esculhambada, foi porque Seba fez...fez até Teatro, mas derrubaram. Seba fez muito por Santa Inês. E pouco por ele. Mesmo sendo político por mais de 50 anos, Seba não ficou rico. Seba dava tudo o que tinha...e às vezes, até o não tinha, ou não era seu. Seba sempre teve um coração maior do que a cabeça. 

80 ANOS, E AGORA JOSÉ?

Agora aos 80 anos, a maior tristeza de Saba foi não poder comemorar com uma festa em data de tamanha importância, por conta das  normas de distanciamento que algo que apareceu lá na China (nada a ver com o China de Santa Inês, que também foi ou ainda é locutor de carro de som, e vem também lá dos tempos de calouros do Cine Art Palácio) um país comunista, regime detestado por Seba, que gosta de tudo muito liberal. Se deu algum escorregão na vida....mas quem nunca? Tem nada não, uma besteirinha quando era presidente da Câmara em tempos sombrios, sua última aventura política. Mesmo sem comemoração, Seba manda um recado: “sintam-se todos abraçados por mim!”.  Valeu Seba! Se não fosse você, Santa Inês não colecionaria tantas pérolas tais como:  

“Seba renasceu  das cinzas como uma fênix, como tem feito ao longo de sua vida e em sua trajetória política e profissional”.

“Seba Está mais vivo do que  nunca!”.

“Seba na cabeça e no coração do povo!”.

“Amigos meus.....”

“Minhas criancinhas.....”

“Seba é do povo, e povo é do Seba”.

“Quem não conhece a casa do Seba?”.

 “Vai receber do Seba!”.

“Deixa lá na casa do Seba”.

 “O Seba vai passar aqui e pagar”.

É, José Franklin Skeff Seba, tua história faz parte da história de Santa Inês, e diga-se de passagem, quanta saudade daqueles tempos de sorrisos fartos, de tapinhas nas costas, de amizades sinceras. Viva mais Seba! Que Deus te dê pelo menos mais umas duas décadas ou três de vida! Parabéns! (Clélio Silveira Filho/ O SILVEIRA)

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: A-Cidade

Data: 20/05/2020

Visitas: 278

Palavras-chave: SEBA EMPLACA 80 ANOS DE OLHO NO FUTURO....DELE....E DOS NETOS

Fonte: Clélio Silveira Filho/ O SILVEIRA

Big Systems
7397358 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 24 do mês 09 de 2020