• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - O BLOCO DOS TIDOS COMO PREFEITURÁVEIS SÓ AUMENTA EM SANTA INÊS E JÁ ALCANÇA UMA DÚZIA: CONFIRA NOMES, DADOS E FOTOS

O BLOCO DOS TIDOS COMO PREFEITURÁVEIS SÓ AUMENTA EM SANTA INÊS E JÁ ALCANÇA UMA DÚZIA: CONFIRA NOMES, DADOS E FOTOS

Se há uma coisa que não para de crescer em Santa Inês, é o que se pode chamar de “o bloco dos prefeituráveis”, formado obviamente pelos tidos (muito embora muitos deles ainda não se autodeclararam como tal) pré-candidatos a ocupar o principal gabinete do Palácio Benedito Sabbak, sede do Executivo Municipal a partir de 1º de janeiro de 2021. Aqui no AGORA, se nos reportamos a um nome ou dois, logo três ou quatro, através de seus, digamos, cabos ou capitães eleitorais, logo se manifestam: “ E fulano? E sicrano? E beltrano? Pelo visto a lista desses pretendentes já alcançou uma dúzia de pré-candidatos, faltando ainda 62 dias ( a contar de hoje) para o último dia de registros de candidaturas a prefeito ou vereador este ano. É claro que, como alguns nomes estão agregados ao mesmo grupo, nem todos sairão para o campo da real disputa, mas de uma forma ou de outra estariam de “bulindo nos bastidores” e foi isso o que apurou a Editoria de Política do veículo de comunicação politico mais sério e confiável desta parte do Maranhão, com alcance agora em outras regiões, como a Tocantina, por exemplo, e até na capital, São Luís. E se isso for mesmo coisa séria e não somente “lança aí para ver se cola”, será primeira vez na história do município de Santa Inês que teremos tantos candidatos a prefeito em uma única eleição.

 

Nesta matéria, o AGORA torna público logo, essa lista composta de nomes já conhecidos do eleitorado local, algo nos arredores de 60 mil votantes, quem sabe alguns que ainda estão na toca, esperando o longínquo 26 de setembro, último dia para registro de candidaturas, para tornarem público suas pretensões e assim se fique sabendo quem é que vai mesmo encarar uma eleição que, pouco provavelmente permitirá comícios, carretas e caminhadas, etc.

 

NOMES DE C a  V

Faz (ou fazem) parte dessa relação nomes que vão de C de Creusa Brito (PSL) a  V de Valdevino Cabral Filho (PL). Seriam pré-candidatos a prefeito de Santa Inês, ou já teriam disponibilizados seus nomes para as devidas composições políticas: Creusa Brito (PSL) está já anunciou aos quatro cantos do município é pré-candidata a prefeita, sem chances de recuo; Felipe dos Pneus do (PR) que nunca disse sim, mas também não disse não e nem por qual via seria, Felipe Bringel (DEM), que mantém-se na dele, e se sair candidato será pelo Grupo Bringel, ou seja; pela situação; Gugu Seba, este neto do ex-prefeito, ex-deputado estadual, ex-vereador Franklin Seba e filho do ex-vereador Edmilson Gonçalves, cujo nome é o que consta como sendo sede do Palácio Legislativo de Santa Inês. Gugu, segundo se observa, vem se movimentando pelos bastidores, com orientações do avô Seba, figura (conforme já demonstramos lá atrás) que queiram ou não, faz parte da história política de Santa Inês;  Lindemberg Braga (PSD), esse já bateu o martelo afirmando que é mesmo pré-candidato a prefeito; Luís Carlos Lobo Bronca, o qual só saberemos mesmo se será candidato no dia 12 de agosto, caso este se afaste da telinha da televisão e deixe de apresentar o “Show do Bronca” na TV, visto que radialistas e apresentadores de programas ou similares em televisão só poderão se expor até dia 11 de agosto; Luana Costa, que já foi candidata à prefeita de Santa Inês, deputada federal e é mulher de outro provável candidato, sendo que neste caso só um poderá pleitear a eleição (e por falar nela, por onde ela anda?); Madeira de Mello (DEM) que já disse que o pré-candidato do grupo da situação é ele - mas a última palavra sobre isso, com todo respeito que se tem ao trabalho dele, seja como vereador, presidente da Câmara e secretário de Administração -  no grupo, não é a dele; Maria Vianey Bringel, atual prefeita, que não disse ainda, oficialmente que será candidata à reeleição, ou não será, e caso se decida por ser, terá um exército de políticos que vai de vereadores, deputados estaduais, federal, senadores e até governador, na caça aos votos na busca de reelege-la. Padre Nelcino (PSDB), mais um que já colocou o “bloco na rua”, e tem reafirmado sua pré-candidatura, tanto é assim que até já se afastou, ou foi afastado, do clérigo; Ribamar Alves (MDB), isso mesmo, partido de Roseana Sarney, que já foi deputado federal por dois mandatos e meio e prefeito de Santa Inês por quatro anos, tendo obtido na eleição em 2012 perto de 19 mil votos, e na tentativa de reeleição em 2016, menos de 7 mil votos, levando uma surra de Vianey Bringel que arrancou com mais de 25 mil votos na frente de Ribamar, o placar  teria sido em números redondos 32 mil votos Vianey e 7 mil Ribamar Alves; e por fim, Valdevino Cabral Filho (PL), que já foi prefeito de Santa Inês por três mandatos e agora aos 75 anos estaria com pretensões de voltar a ser chefe do Executivo Municipal, 16 anos depois de deixar o poder e de por três vezes se juntar aos Bringel, em 2004, 2008  e 2016, sendo que em 2012 preferiu apoiar o empresário Sirino Rodrigues, terceiro colocado no embate eleitoral daquele ano, e agora em 2020, estaria pretenso a lançar sua própria candidatura, mas dizem  alguns que ele está inelegível, e ser for candidato será “pendurado” em uma  liminar concedida pela Justiça, e dizem outros que não....ele já estaria limpo e pronto para encarar mais uma batalha eleitoral, mesmo sabendo que quem governou um município por 12 anos, deixou no mínimo um trem com  dezenas de vagões carregados de discursos para a oposição, ou seja; triglicerina pura! Por enquanto é só, mas a lista pode aumentar ainda. Em política nada é definitivo, e 2 + 2 jamais serão 4.  

Postado por: Paulo Silveira

Categoria do Post: Politica

Data: 25/07/2020

Visitas: 1049

Palavras-chave:

Fonte: (Da Editoria de Política do AGORA).

Big Systems
8005388 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 01 do mês 12 de 2020