• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - POESIA COMEÇADA EM “M”  OU O COSMOS E O AUTOEGO

POESIA COMEÇADA EM “M” OU O COSMOS E O AUTOEGO

Por Clélio Silveira Filho 

 

 

Me choca o tempo e as nuvens do céu

Me toca o Cosmos, o auto e o ego,

Mesmo muitas das vezes, agindo como cego

Memorizando um pequeno rasgo no véu

 

Manipulando coisas do mundo sob o vento

Misturando o nada com coisa alguma

Mirabolantes momentos usando um mágico chapéu

Mirando no mirante ofuscante do contratempo

 

Mixando samba, música alegre, com um bolero cruel

Metendo a língua onde não devia lamber

Mexendo com algo intocável de se mexer

 

Merecendo à atenção de quem tem gosto de fel

Mordicando um pedaço de envelope de papel

Morrendo, vivendo, lutando para não morrer 

 

Meritocracia tão somente, mente às vezes só

Mas, entretanto, portanto, saboreando um gosto de mel

Merecidamente tanto, rolando  e vivendo para não morrer!   

 

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Entretenimento

Data: 12/09/2020

Visitas: 28

Palavras-chave: POESIA COMEÇADA EM “M” OU O COSMOS E O AUTOEGO

Fonte: Clélio Silveira Filho

Big Systems
7423507 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 26 do mês 09 de 2020