• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - COLUNA DO SILVEIRA 1548

COLUNA DO SILVEIRA 1548

“Uma vez confiantes no Senhor, sempre confiaremos Nele. Ele nos ampara e não nos deixa faltar nada, basta que abramos nossos corações, dobremos nossos joelhos, e coloquemos aos seus pés nossas tribulações. A Resposta vem no tempo certo, acreditemos nisso e confiemos em Deus!”. Do Livro Gotas de Reflexão Espiritual Parte II, de Autoria de Clélio Silveira Filho.

O

lá, bom dia! Aqui estamos novamente, rente no batente que nem pão quente, com mais uma edição impressa e online do Jornal AGORA Santa Inês, o único veículo de comunicação também político de toda a região – num raio de até 200 km. Estamos nas lojas, escritórios e residências de Santa Inês, mas estamos também nas versões online tais como em nosso site:www.agorasantaines.com.br, que caminha rapidamente para emplacar 8 milhões de acessos em dois anos; estamos na versão em PDF (eletrônica) para mais de 4 mil Whatsapps  em todo o Brasil e até no exterior, e temos ainda a versão através do aplicativo Telegram que a cada dia ganha mais espaço para o AGORA. O Jornal que resiste a todas intempéries é objeto de “estudo de alguns” curiosos e de alguns “antagonistas” gratuitos que não nos causam a menor preocupação. Aliás, a maior preocupação por aqui é cumprir a missão de informar com credibilidade, e registrar para o presente e futuro, nos anais da história de Santa Inês e da região, o que verdadeiramente  vivemos por aqui, e muito principalmente nos dias de hoje onde os políticos do atual cenário, com raríssimas exceções, prometem como sem falta para faltarem com certeza. É o que se vê hoje no desfile mal apresentado em horário de TV ou em redes sociais nada confiáveis, a sequencia de promessas que deixarão Santa Inês um “paraíso”. O AGORA não entra nessa barca, quase sempre furada. Podiam mudar um pouco a forma de fazer política, mas pelo visto, lido e ouvido, estão andando de marcha a ré, principalmente os que mais mentem. Fazer o que? Nadinha....só pedir piedade Senhor...tende Piedade de nós! Bom, vamos que vamos. Que Deus possa nos abençoar a todos, e dê juízo e discernimento para àqueles candidatos que tentam “se enganar....nos enganado”.  São sete. Preste atenção que nem tudo está perdido. Alguns poucos nomes merecem nossa confiança. Amém!

NETÃO

 

Todo mundo com mais de 50 ou 60 anos já tem um neto ou mais. Mas nem todos  tem um neto de 1 metro e 90, ou perto disso. Eu tenho. Juan Mathaus Silveira. E ele completou na segunda-feira  exatos 19 anos. Juan é um homem grande, menino de coração maior ainda. Muito querido por todos os familiares, ele é o xodó de alguns tios que o querem sempre por perto. O vô aqui não pode nem pensar e colocá-lo no colo. Juan tem jeito de menino e estatura de jogador de basquete. Filho de minha primogênita Paula Raquel Silveira, ele não tira os olhos dos estudos e mira em boas coisas no futuro. E para ele vai os nossos votos de muitos anos de vida e muitas felicidades para toda a vida!

 

OSVALDO DA MARDISA

 

Um dia qualquer na década passada, lá pelos idos de 2002, fiquei conhecendo o Quarteto Parada Quente de Santa Inês; Osvaldo da Mardisa, Ronaldo da Mirante, Bernávio do Paraíba e Anfrísio do Banco do Brasil que acabou virando meu compadre, padrinho de minha caçula Yasmim de Maria. Mas com o advento da nova década, esta que finaliza este ano, Ronaldo foi-se para são Luís, Anfrísio para Balsas até atracar de vez em Imperatriz, Bernávio deixou o Paraíba para cuidar dos próprios negócios e Osvaldo rodou...rodou, saiu de Santa Inês, mas não saiu do grupo empresarial onde só cresceu a cada dia. Hoje ocupando altíssimo cargo, ele segue na labuta, trabalhando e sempre pensativo. Os cabelos, o tempo se encarregou de pintá-los de branco e ele aproveita para mandar notícia para algumas dezenas de amigos que deixou aqui em Santa Inês. Valeu Osvaldo! Tudo de bom grande amigo! 

 

MANHÃS DE DOMINGO

Eu me lembro com saudades o tempo que passou

O tempo passa tão depressa mas em mim marcou  Jovens manhãs de domingo, muitas alegrias...

Belas manhãs...belos dias!

Muitos iam a pé...ou de bicicletas

Sem carrões e sem motos então o que fazer?

Todos se ajeitavam nas cadeiras duras

Outros se escoravam pelas paredes

Ou se sentavam ao chão

Jovens e sonhadores...muitos viraram cantores Outros foram "gongados" e saíram felizes.

Na plateia lindas meninas.. ou seriam atrizes?

No palco,  cabeludos que não assustavam ninguém Pediam aos jurados que escolhessem alguém

Gil, Batista, Vicente, Lourival o hoje menestrel

Rosa Maria, Luís Carlos e Ezequiel

Doquinha, Valmir Colares sempre inquieto

E o apresentador irmão de Gilberto,

Usava calça boca de sino...sapatos salto alto

Igual ao que dera mais adiante

Camisas listradas, coloridas ou rendadas.

Escola que levou para a vida

Reverenciava um júri...Juju, Coa Café e Celsinho, Três anjos que estão no céu.

Todos na mesma nau das manhãs de domingo

Já faz tanto tempo e a gente não esquece.

Depois Timóteo, Wlisses e CAO

Milton Bandeira e Citró

Todos cantando numa nota só

A de sonhar alto usando a imaginação e o gogó

Belos tempos...belos dias!!!! (Clélio Silveira Filho 25/10/2020/ 10:30 da manhã)

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Coluna-do-Silveira

Data: 28/10/2020

Visitas: 190

Palavras-chave: COLUNA DO SILVEIRA 1548

Fonte: CLÉLIO SILVEIRA

Big Systems
8014817 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 03 do mês 12 de 2020