• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - CINE MIX : A coluna de cinema do AGORA SANTA INÊS

CINE MIX : A coluna de cinema do AGORA SANTA INÊS

RECORDAR É (RE)VER

©José Viana Filho

“DEIXA ELA ENTRAR”  DE TOMAS ALFREDSON

Låt den rätte komma in, SUE, 2008

O vampirismo sempre foi um tema explorado pela sétima arte. Diversas versões inundam as telas pelo mundo, com muito sangue e terror. A onda dos filmes da saga Crepúsculo, popularizou ainda mais esse tema para adolescentes. Mais “Deixa Ela Entrar” é um belo exemplar de como se pode fazer um filme com terror, sustos, suspense, vampirismos, sem cair no clichê americano.

O filme sueco de Tomas Alfredson, é uma bela novidade (mesmo sendo de 2008) para quem quer ver um filme de vampiro: primeiro porque traz uma estória inusitada de uma adolescente e ao que parece ser seu pai( ? ) que se mudam para uma pacata e gelada cidade na Suécia. E vemos duas estórias se cruzando, do solitário adolescente Oskar interpretado por Kåre Hedebrant e Eli vivida por Lina Leandersson. Ele vivendo as crises de um adolescente tímido e solitário, ela uma “menina” vampira com suas necessidades. A solidão é o principal ponto de encontro desse estranho e lírico casal que se forma.

Prazeroso ver o talento de dois jovens atores na tela. Tela aliás, que reflete a fotografia de Hoyte Van Hoytema, que aproveita cada plano da gélida cidade para tornar o clima mais fúnebre e solitário. Adaptação do livro de John Ajvide Lindqvist, que também assina o roteiro, o longa de Tomas Alfredson é um achado que ajuda ainda mais a popularizar o gênero, pois alcança até o público que torce o nariz para esse tipo de abordagem. Um excelente filme, uma bela história de amor, solidão e angústia...

©José Viana Filho é Bacharel em Cinema pela UNESA(RJ) e Mestre em Políticas Públicas pela Faculdade Latino Americana de Ciências Sociais.

      Email: [email protected]  Blog: www.josevianafilho.blogspot.com.br       

CURTA ESSA SESSÃO

©Aglailton Monteiro

ASSOCIAÇÃO SANTAINESENSE DE CINEMA (ASEC) É PATRIMÔNIO CULTURAL PARA A CIDADE DE SANTA INÊS E REGIÃO.

Na última matéria foi falado do Festival de Cinema na cidade de Santa Inês, sua evolução desde Cine Geo até o FECVAP.É importante valorizar tais eventos para a sétima arte e cultura como um todo. Nessa caminhada vale lembrar de duas pessoas que ajudaram na realização desse projeto que foram:  Celine Gama e Almeliane Alves, incansáveis na organização e busca de patrocínio para realização do cine em nossa cidade.

A partir de 2016 começou uma outra luta, que foi a batalha para a fundação da Associação de Cinema em Santa Inês, foram três anos até que saíssem o registro e, finalmente em 2019 é fundada a ASEC (Associação Santainesense de Cinema) por um grupo de amigos amante do cinema e das artes em geral. Nesses três anos não houve a realização do festival de cinema em nossa cidade.

O objetivo da ASEC é realizar o Festival de Cinema do Vale do Pindaré- FECVAP, anualmente na região, despertar o interesse pelo audiovisual, incentivando talentos na produção dos curtas, descobrindo roteiristas, editores, diretores, atores, promover oficinas de roteiro, de interpretação e divulgar as produtoras locais para que possam ser vistas e se tornem parceiras na produção de curtas, aquecendo esse mercado. Ainda em 2019, é a realizado a primeira edição do FECVAP, havendo diversos curtas de todo o país, do estado do Maranhão e da cidade de Santa Inês, o festival aconteceu no Ginásio de Esportes João Cambinha nos dias 12 a 14 de novembro, tendo apoio da prefeitura municipal e do deputado Felipe dos Pneus.

Vale ressaltar também que a associação ainda pretende despertar o interesse dos empresários para que possa patrocinar a realização dos curtas, mostrando a importância dos mesmos associarem suas marcas nessas produções, sendo assim, uma mão de via dupla, onde o empresário divulga sua marca e ajuda financeiramente a galera que deseja produzir cinema na região.

Precisa-se mostrar para o poder público e privado que é preciso investir em novas formas cultura na cidade e região, valorizar não apenas festas musicais ou folclóricas, mas também a sétima arte, ressaltar que há talentos dessa área na região e é preciso incentivá-los e desperta-los a desenvolver cinema.

A ASEC é uma associação sem fins lucrativos e aberto a todos, ela não tem dono, ela é de todos e precisa ser conhecida pela comunidade local. Infelizmente com a vinda da pandemia do Covid-19, tudo parou no mundo, paralisou-se todos os projetos, porém não é o fim; e quando tudo isso passar, iremos retomar os sonhos e desejos. A ASEC precisará do apoio da iniciativa privada e do poder público para realizar o Festival de Cinema, pois como falado anteriormente, é uma associação sem fins lucrativos, não tem a pretensão de cobrar recursos de seus associados, mas sim, de correr atrás desses recursos como apoio para a cultura local, através dos setores já citados.

 

A diretoria da ASEC é composta pelo presidente, vice, secretário geral, tesoureiro, comunicação, marketing, tendo à frente da diretoria Aglailton Monteiro, Tiago Franklin, Jânio Fernando, Clícia Brandão, Mario Rios e Ryanne nos respectivos cargos mencionados.

 

Para 2021, a ASEC pretende levar o projeto para dentro das escolas em parceria com os professores de arte e de língua portuguesa, realizando oficinas e mostrando apresentações do que já foi produzido na cidade, para que dessa forma, possa despertar o interesse e os talentos desses alunos na produção dos curtas e, que esses sejam apresentados no festival.

©Aglailton Monteiro é Graduado em Geografia e Tecnologia em Construção de Edifícios, Curso on Line de Cinema pela AIC. Presidente da ASEC (Associação Santainesense de Cinema.

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Entretenimento

Data: 14/11/2020

Visitas: 79

Palavras-chave: CINE MIX : A coluna de cinema do AGORA SANTA INÊS

Fonte:

Big Systems
8014614 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 03 do mês 12 de 2020