• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - COLUNA DO SILVEIRA 1569

COLUNA DO SILVEIRA 1569

“Quantas vezes deixamos de enxergar a presença de Deus nas pequeninas coisas? Mas Ela, a presença de Deus está lá. No dormir, no acordar, no levantar, no andar, no se alimentar...em tudo em nossas vidas. É que muitas vezes, não queremos que nossos olhos vejam Sua Presença”. Do Livro Gotas de Reflexão Espiritual Parte I de autoria deste Colunista.

Olá, bom dia! Olha nós chegando por aqui “juntinhos” e atracados para vivermos dias, semanas, meses, anos, décadas  na maior  das felicidades e com gosto, apesar do que está posto à mesa, ou nas nossas vidas, coisas nada agradáveis, mas que com a Fé em Deus superaremos, basta que façamos a nossa parte, pois Ele, nunca....jamais...em tempo algum (eita!) deixará de fazer a parte dele. Então deixemos de murmurar pelos cantos, tratemos de cuidar do nosso dia a dia e estejamos de olhos bem abertos para enxergarmos o que devemos fazer diante  das tribulações e solavancos  que Santa Inês, a região, o Maranhão, o Brasil e o mundo vive  desde o ano passado. Nada de atravessar o sinal vermelho e desobedecer as recomendações, pois para nos preocupar, já temos aí o “liberou geral” que muita gente está vivendo, indo para a rua e trazendo para dentro de casa o vírus que já matou mais de 203  mil pessoas só no Brasil. Acautelemo-nos diante de tudo, e para que assim, possamos atravessar mais este mês em que nos prometeram a tal vacina, e desembarcarmos em fevereiro cheios de esperança e mais confiantes e mais tranquilos, já que estamos vivendo  tempos de adrenalina lá no alto. Vivamos com gosto e vontade de viver, de servir, de ser gente do bem,  gente de fé e assim a misericórdia de Deus jamais nos abandonará. Amém! Que Ele, Deus Pai, Filho e Espírito Santo, pela intercessão da Virgem Maria, derrame sobre nós bênçãos e mais bênçãos, e que elas nos alcancem onde estivermos. Amém!

 

EDIÇÃO OURO

É como chamamos ultimamente nossas edições do Jornal AGORA Santa Inês. Esta é a de número 1569 que circula nesta quinta-feira, dia 14 de janeiro, nas versões impressa e online pelo site:www.agorasantaines.com.br, pelo aplicativo Telegram, de forma eletrônica em PDF para cerca de 5 mil WhatsApp espalhados por todos os cantos, etc. e etc. O AGORA corre o Maranhão o Brasil e o Mundo, e a gente agradece a credibilidade, a preferência e o respeito pelo trabalho que tanto nos dedicamos para que ele seja o melhor.

 

DIRETOR RESPONSÁVEL PELO ENEM MORRE DE COVID

O diretor de Avaliação da Educação Básica do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), general Carlos Roberto Pinto de Souza, 59, morreu na segunda-feira (11) por complicações da Covid-19. A diretoria comandada pelo general é responsável pela elaboração do Enem. Souza morreu em Curitiba (PR), onde se tratava da Covid desde dezembro do ano passado, segundo relatos colhidos pela Folha.

 

DOM EUSÉBIO SCHEID MORRE AOS 88 ANOS DE COVID EM SÃO JOSÉ

Ele estava internado com pneumonia, decorrente de infecção pela Covid-19. Com mais de 60 anos de ministério, Dom Eusébio foi o primeiro bispo nomeado em São José dos Campos e também foi arcebispo emérito do Rio de Janeiro. A morte foi comunicada pela Diocese de São José, que informou em nota que ele faleceu após dias de internação no Hospital São Francisco, em Jacareí. Segundo a nota da diocese, ele havia contraído uma forte pneumonia.

 

E TOME INFLAÇÃO!

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) fechou 2020 com alta de 5,45%, o maior desde 2016, quando subiu 6,58%. O resultado superou o percentual alcançado em 2019: 4,48%. Em dezembro, o INPC avançou 1,46% frente a alta de 0,95% do mês anterior.  Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou hoje (12) o indicador, essa elevação foi a maior variação mensal desde janeiro de 2016 (1,51%) e a maior variação para um mês de dezembro desde 2002 (2,70%). Em dezembro de 2019, a taxa foi de 1,22%.

O INPC é calculado com base em famílias com rendimento de um a cinco salários mínimos, tendo como referência a pessoa assalariada e residentes nas áreas  urbanas das regiões metropolitanas de Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Vitória, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, e dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís e Aracaju, além do Distrito Federal.

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Coluna-do-Silveira

Data: 14/01/2021

Visitas: 260

Palavras-chave: COLUNA DO SILVEIRA 1569

Fonte:

Big Systems
8667382 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 06 do mês 03 de 2021