• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - REALIZADO EM SANTA INÊS ATO PELO AUXÍLIO EMERGENCIAL E PELA VACINAÇÃO

REALIZADO EM SANTA INÊS ATO PELO AUXÍLIO EMERGENCIAL E PELA VACINAÇÃO

Na manhã de quinta-feira (18) foi realizado em frente à Câmara Municipal de Santa Inês, um Ato Nacional promovido pela Coalização Negra por Direitos e entidades parceiras, visando a defesa da prorrogação do auxílio emergencial no valor de R$ 600,00( seiscentos reais) até o fim da pandemia, bem com a vacinação em massa contra a Covid 19 pelo Sistema Único de Saúde(SUS).

A Coalização Negra por Direitos é uma aliança, uma articulação formada por 200 entidades do movimento social negro e a União de Negras e Negros pela Igualdade (UNEGRO) é uma organização negra que compõe essa articulação. Na cidade de Santa Inês, o Núcleo da UNEGRO representou a articulação do movimento e organizou o Ato Nacional, contando com a parceria do movimento quilombola e da  ONG UPV LGBT de Santa Inês/MA.

O Ato Nacional realizado em Santa Inês,  criticou a gestão da pandemia pelo governo do presidente Jair Bolsonaro em função das mais de 230  mil mortes decorrentes pelo novo coronavírus. Como também, exigiu a revogação da Emenda Constitucional 95 que congelou os investimentos em saúde e educação. Como parte do ato, foi protocolada uma Carta Aberta e sugestão de Projeto de Lei de Renda Básica Permanente via gabinete do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Santa Inês, o Vereador Marcos Correa (PCdoB) que na ocasião foi representado  pelo Chefe de Gabinete: João Rafael Sousa.

De acordo com o professor David Morais, Coordenador do Núcleo da UNEGRO de Santa Inês, a articulação  com o Poder Legislativo é necessária e importante a  fim de se avançar nas políticas públicas. “O nosso ato é em defesa dos (as) mais vulneráveis. Infelizmente, milhões de pessoas no Brasil estão na pobreza e abaixo da linha da pobreza. Consequentemente, nesse contexto pandêmico estão passando fome. Por isso, precisamos fazer o diálogo com o Poder Legislativo e buscar garantir as políticas públicas como a prorrogação do auxílio emergencial de R$ 600,00( seiscentos reais) enquanto durar a pandemia e um projeto de renda básica permanente. Além de garantir a vacinação pelo SUS contra a Covid 19 para todas e todos.”

A presidenta da ONG UPV LGBT de Santa Inês, Eriveth Teixeira, aponta para a luta e resistência no momento atual.” O Dia Nacional de luta pelo auxílio emergencial de R$ 600,00 ( seiscentos reais) até o final da pandemia marca um tempo de luta e resistência por direitos. Mostra o engajamento de movimentos sociais empáticos que inconformados com a atual conjuntura política, expressam-se com manifestações a favor do povo e para o povo, somando sempre com os menos assistidos que fazem parte dos marcadores sociais.”

O Chefe de Gabinete, João Rafael Sousa, observou o diálogo democrático e a importância dos movimentos sociais. “O Poder Legislativo Municipal tem a função de dialogar democraticamente com os diversos segmentos sociais. Sabemos da força e da importância dos movimentos sociais na busca por políticas públicas. A Coalização Negra por Direitos e as entidades parceiras estão lutando pelos mais vulneráveis e o gabinete do nosso Vice-Presidente da Câmara Municipal de Santa Inês/MA, o Vereador Marcos Correa, estará sempre à disposição e colaborando com as lutas coletivas.” (Fonte: UNEGRO)

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: A-Cidade

Data: 20/02/2021

Visitas: 125

Palavras-chave: REALIZADO EM SANTA INÊS ATO PELO AUXÍLIO EMERGENCIAL E PELA VACINAÇÃO

Fonte: UNEGRO

Big Systems
8674715 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 08 do mês 03 de 2021