• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - LENTIDÃO NA APLICAÇÃO DAS VACINAS CONTRA CONVID19 EM SANTA INÊS É UM MAIS UM COMPLICADOR PARA A POPULAÇÃO

LENTIDÃO NA APLICAÇÃO DAS VACINAS CONTRA CONVID19 EM SANTA INÊS É UM MAIS UM COMPLICADOR PARA A POPULAÇÃO

Pelo menos essa pode ser a explicação mais plausível para a baixa procura por vacinas contra a covid19 nos quatro postos de vacinação da cidade. Para se ter uma ideia, Santa Inês amanheceu ontem terça-feira (06) com 5.058  doses de vacinas, das quais 1.346 da D1 e 3.712 da D2. Ao final do dia de ontem, o novo Boletim Epidemiológico divulgado por volta das 23:30 de ontem (terça), dava conta de que tinham sido aplicadas nos quatro postos de vacinação existentes na cidade apenas 332 doses das duas vacinas, ou seja; 263 doses da vacina para quem tinha 69 anos e 69 vacinas da 2ª dose para quem tinha mais de 70 anos em diante. As imagens feitas por emissoras de TV local mostravam cadeiras vazias e nenhuma fila, ou quase ninguém se vacinando. Tanto foi assim que ainda ontem, terça, por volta das 10 da noite um novo banner foi colocado na rede social mais usada pela Prefeitura Municipal, cujo acesso da população de Santa Inês é o mínimo, que a partir de hoje, quarta-feira, dia 7, a vacina seria aplicada a quem tivesse 68 anos, e a segunda dose para acima de 70 em diante, valendo para quem já estivesse no prazo de tomar a 2ª dose. Então amanheceu-se nesta quarta-feira com um saldo de 4.726 doses de vacinas. Não se sabe ainda quantas pessoas de 68 anos apareceram para tomar a 1ª dose hoje, se é que ao menos ficaram sabendo. Mas, para maior surpresa de todos, no final da manhã desta quarta-feira, um novo banner foi publicado na dita cuja rede social da Prefeitura, informando que amanhã, quinta-feira (8), serão vacinados  idosos a partir de 66 anos com a 1ª dose, isso quer dizer; de 66,67,68 e 69. Resta saber também quantas vacinas de casa dose vão estar disponível nesta quinta-feira (8).

FALTA DIVULGAÇÃO

O AGORA ouviu especialistas em números de aplicações de vacinas em três cidades da região, e chegou à conclusão de que a lentidão na aplicação das doses das vacinas em Santa Inês, motivo pelo qual está na rabeira em se tratando de municípios da região que já estão vacinando desde a semana passada pessoas de 65 anos em diante (Pindaré, Bom Jardim e Santa Luzia só para citar três exemplos), é a forma de divulgação, ou a falta de divulgação correta  em veículos de comunicação ou até mesmo em um carro de som, chamando as pessoas para se vacinarem. Isso é básico e o mínimo. Mas a Prefeitura de Santa Inês, através de seu porta voz, que muita das vezes é o próprio prefeito, aderiu a uma maneira diferente de todos os gestores municipais, de comunicar seus atos à população de seu município: o prefeito usa redes sociais dele e da Prefeitura e na maioria das vezes esses comunicados são feitos depois das 10 da noite, ou até mais tarde. O AGORA Santa Inês por exemplo, fica até meia noite esperando, de olho na tal rede “social” para ficar sabendo do resultado da vacinação do dia, pois perto desse horário que o Boletim Epidemiológico é publicado. Esse é o novo, ou a nova forma de informar a população de Santa Inês sobre os atos da prefeitura. No caso do fechamento da Avenida Luís Muniz e da Rua do Comércio para o tráfego de veículos e instalação de barreiras sanitárias, ficou-se sabendo disso nas noites anteriores aos dias em que amanheceram com esses procedimentos.

VACINAÇÃO PREJUDICADA

Sendo assim, de um total de 12.364 vacinas recebidas das duas doses, contando desde o primeiro lote, em 19 de janeiro, já se vão aproximadamente  75 dias, ainda restavam ao amanhecer de ontem as 4.726 doses, ou mais de 1/3 do total das recebidas, tendo sido aplicadas no total 7.608, ou uma média de 100 vacinas/dia. A continuar assim, essas 4.726 doses restantes vão levar um bom tempo para alcançar a população. Enquanto isso cresce o número de óbitos na cidade, de forma acelerada. E o que acaba crescendo, é a fila de mortos para serem sepultados nos cemitérios, ou as filas de contaminados com a covid19 em Santa Inês que deve beirar os 7 mil no total nesta quarta-feira (7). (Da Redação do AGORA).

PUBLICIDADE

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: A-Cidade

Data: 08/04/2021

Visitas: 78

Palavras-chave: LENTIDÃO NA APLICAÇÃO DAS VACINAS CONTRA CONVID19 EM SANTA INÊS É UM MAIS UM COMPLICADOR PARA A POPULAÇÃO

Fonte:

Big Systems
8870256 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 11 do mês 04 de 2021