Agora Santa Inês - Câmara Municipal de Santa Inês não realiza sessão ordinária por falta do comparecimento dos vereadores

Câmara Municipal de Santa Inês não realiza sessão ordinária por falta do comparecimento dos vereadores

A Câmara Municipal de Santa Inês está mesmo ladeira abaixo, e ontem os vereadores, aprontaram mais uma: não foi possivel a realização da única sessão ordinária que é realizada toda semana às sextas-feiras, porque não teria havido quórum, para tanto, ou seja: menos de 9 vereadores bateram “ponto” no legislativo municipal, sendo que desses ainda alguns se retiraram antes da abertura da sessão. Pelo menos essa foi a informação apurada pelo AGORA, uma vez que no site da Câmara não há uma linha sequer sobre o assunto, e ao que tudo indica, a assessoria de comunicação não informou isso para a imprensa ou parte da imprensa. O AGORA pelo menos, não recebeu nenhuma informação oficial sobre esse fato.

No começo da noite, a vereadora Maria Alves em contato telefônico com a Editoria de Política do AGORA, denunciou que a sessão teria sido “abortada” propositadamente, por ordens do prefeito Luís Felipe Oliveira de Carvalho, para que não fosse votada uma emenda impositiva dela, a qual já teria passado por todas as comissões é até já teria sido lida em plenário, faltando tão somente a aprovação (ou não) pelos vereadores da dita emenda orçamentária impositiva. Segundo ela, muitos vereadores informaram através de suas assessorias à mesa da casa, que não podiam comparecer porque  estavam doentes, outros estavam viajando e teve até vereadora que estava com passagem marcada para embarcar em um avião no aeroporto de São Luís às 2 da tarde, e alegou não poder ficar na Câmara depois das 10:30 da manhã.

Maria Alves, que ao que tudo indica é a única parlamentar de oposição ao prefeito, sendo que os demais, no total de 16 restantes, sinalizam escancaradamente estarem à serviço da atual gestão - fato notório em toda a cidade -  se disse decepcionada com os demais colegas. Ela disse também que vem sofrendo pressão para aprovar todos os projetos do Executivo Municipal, e que a Câmara já teria aprovado até recursos para pagamento de professores municipais “sendo que o dinheiro do FUNDEB que banca a educação no Brasil, nunca falha ou atrasa, ou é insuficiente para as devidas obrigações no setor da Educação”, lembrou ela, que acrescentou ainda que, só para a pasta da Educação em Santa Inês, a Câmara já provou na atual gestão a aplicação de recursos extra na ordem de mais de 10 milhões de reais. Ao final ela disse que já pensou até em renunciar ao cargo que conquistou pela segunda vez, devido ao que está  testemunhando na atual legislatura da Câmara Municipal de Santa Inês.

MAIS DO MESMO

Com a atitude de ontem, tomada pelos vereadores,  depois das impactantes matérias publicadas na edição de quarta-feira 24, sobre o escândalo do vereador Geovane Belgas que viralizou nas redes sociais,  e sobre os vereadores que tem outra (s) matrícula (s) em outros orgãos públicos, o que é ilegal, ficou claro que os edis de Santa Inês, verdadeiramente apresentam a cada dia que passa, mais do mesmo; ou seja: total falta de compromisso com seus eleitores e com a população de Santa Inês como um todo, além do que fecham os olhos para tudo o que vem ajudando a cidade a afundar numa crise administrativa que não se sabe onde vai parar. (Da Editoria de Política do AGORA).  

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Politica

Data: 27/11/2021

Visitas: 374

Palavras-chave: Câmara Municipal de Santa Inês não realiza sessão ordinária por falta do comparecimento dos vereadores

Fonte: Da Editoria de Política do AGORA

Big Systems
10395705 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 21 do mês 01 de 2022