Agora Santa Inês - Câmara Municipal de Santa Inês pode ter sido a primeira do Maranhão a entrar em recesso

Câmara Municipal de Santa Inês pode ter sido a primeira do Maranhão a entrar em recesso

A Câmara Municipal de Santa Inês que teve um ano legislativo quase no anonimato, talvez tenha sido a primeira Câmara do Maranhão a entrar em recesso parlamentar, muito embora aqui e acolá apareça por lá um vereador ou o presidente que vai bater “ponto”, para não bater boca com seus pares, e nem, quem sabe, desgostar o prefeito Luís Felipe Oliveira de Carvalho, e acabar ficando mais encurralado do que já estaria. O que se diz na cidade é que o compromisso do atual legislativo com a população do município encurtou tanto, que este foi um ano atípico para a casa de leis de Santa Inês.

A entrada em recesso teria que acontecer na quarta-feira, dia 15, segundo o regime interno, mas na verdade se deu mesmo foi no dia 9, quando da entrega de Títulos de Cidadão, isso depois de uma sessão extraordinária para aprovação da doação de terreno para uma instituição representativa dos advogados, e uma sessão ordinária, em que todos alegaram falta de tempo, e acabaram por aprovar com “tripa” e tudo em dois turnos realizados em menos de 4 horas do mesmo dia,  a LOA (Lei de Orçamento Anual) para 2022, tal qual desenhou o Executivo Municipal, autor do Projeto de Lei. Nunca foi tão fácil para um gestor municipal ver aprovado, de uma tacada só, algo que costuma se demorar no Legislativo Municipal.

16 VEREADORESNA SITUAÇÃO

Para analistas políticos de Santa Inês, a Câmara Municipal hoje é composta de 16 vereadores da “situação”, aí já incluindo presidente e demais membros da mesa diretora e comissões, etc.  somente 1 vereador(a) na oposição, totalizando os 17 vereadores eleitos e reeleitos no ano passado, 2020. Caso essa situação seja mesmo uma realidade, como tudo indica que é, não faz muita falta as sessões do legislativo para a população, vez que as  mesmas só serviriam para confirmar as pretensões nada republicanas do atual gestor, um prefeito que fecha seu primeiro ano de mandato sem ter construído uma escola, uma praça, uma estrada, e debaixo de uma enxurrada de denúncias, inquéritos e processos na Justiça, e que dizem que este teria em suas mãos as rédeas da Câmara Municipal, sendo essa sua maior conquista em 12 meses de administração.

MENOS “RUÍDO”

A atual Câmara Municipal, como diz um ex-vereador,  “escolheu o caminho da pequenez, e servidão, não ao povo, mas ao prefeito”. E lembra o ex-vereador: “nem mesmo o projeto do abono dos professores a Câmara fez questão de cobrar do executivo e votar para aprovar, como fizeram vários municípios na região, inclusive Pindaré”, lembrou ele. De fato, parece que o interesse em sair de cena antes do tempo, teria  ou tem mesmo a ver com a parceria com a Prefeitura. O ex-vereador disse e reafirmou ao AGORA! Santa Inês: “a Câmara virou um puxadinho da Prefeitura, somente isso, e vai descer a ladeira com ela, cuja credibilidade está rastejando a barriga no chão”, concluiu o ex-vereador. (Da Editoria de Política do AGORA!).

 

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Politica

Data: 17/12/2021

Visitas: 316

Palavras-chave: Câmara Municipal de Santa Inês pode ter sido a primeira do Maranhão a entrar em recesso

Fonte:

Big Systems
10395863 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 21 do mês 01 de 2022