• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - Coluna do Silveira 1101

Coluna do Silveira 1101

“A batalha do dia a dia só é possível vencê-la se tivermos como escudo a Palavra de Deus. Ela é a garantia da vitória que buscamos um dia após o outro. Só Deus é o todo poderoso!”. Do colunista. 

Olá, bom dia! Aqui estamos nós com mais uma edição do AGORA Santa Inês, o único veículo de comunicação de Santa Inês que fala abertamente de política e portanto, mantem-se firme e forte que nem uma rocha. Esta é a edição impressa e online 1101 que circula nesta quarta-feira, 13 de abril de 2016. Esperamos que assim como a edição anterior, esta também se esgote nos 32 postos de vendas da cidade rapidamente. Ah, por falar nisso, que tal o amigo leitor aí fazer a assinatura anual deste jornal e se juntar a centenas e mais centenas de assinantes, que recebem em casa, no seu trabalho, no escritório, no consultório e em outros lugares seu exemplar quentinho saído do prelo? Isso mesmo! O AGORA está em todo lugar em Santa Inês, em Pindaré e em outros municípios da região. A assinatura custa só R$ 220,00/ano e evita você chegar a um posto de vendas e não encontrar mais o jornal para comprar. Ligue JÁ: 3653-2747 e peça a presença de um vendedor para fazer sua assinatura. Pelo que ficaremos imensamente agradecidos! Bom, que todos tenham um bom dia, uma boa leitura e que Deus nos abençoe a todos. Amém! 

 

Passar a limpo 

Estamos no prejuízo. Estou falando do Brasil. De nós mesmos. O que está acontecendo no País é o resultado de uma quebradeira que não tem fim. Coisa que tem muito a ver com a corrupção endêmica que grassa o Brasil de ponta a ponta. O que tem de sujeira nesse brasilzão de meu Deus, não está escrito. Mas precisamos passar isso tudo a limpo. E que seja neste ano de 2016, para que possamos entrar em 2017 com outras expectativas. 

Tem que ser e 2016

Seja o que for que venha a acontecer, que seja este ano. Nada de ruim para 2017. Vamos depurar, cortar na carne (como já estamos fazendo), extirpar a podridão e respirarmos melhor no ano que vem. Prestemos muito à atenção! Quatro anos, não são quatro horas, quatro dias, quatro semanas, quatro meses....são quase 1.500 dias. É por essas e por outras que a cidade, o estado e o Brasil estão passando pelo que estão passando. Os políticos que estão no mandato, foram eleitos pelo voto do povo. Eu mesmo, confesso que não votei em nenhum dos três, mas eles foram eleitos. Então, quem não votou neles também paga o pato. Toda cautela....é pouca! 


E tome Flávio Dino!

 O juiz da Comarca de Vargem Grande, Paulo de Assis Ribeiro, emitiu uma recomendação ao governador do Maranhão Flávio Dino (PC do B)durante o despacho de um processo. No último dia 7 de abril, o réu teve assistência negada por defensor público por incapacidade do Governo do Estado em prover vaga na Comarca de Vargem Grande. O atendimento negado foi atribuído pelo juiz da Comarca ao fato de Flávio Dino dedicar grande parte do seu tempo emitindo opiniões nas redes sociais, principalmente saindo em defesa da presidente Dilma Rousseff (PT) manifestando-se contra o processo de Impeachment, ao invés de trabalhar. O puxão de orelhas do juiz no governador tuiteiro deu muito o que falar nas tais redes sociais.

 
Merenda escolar de primeira

A preocupação com a Educação tem sido uma marca na gestão do Prefeito de Buriticupu, José Gomes Rodrigues. O município oferece a todos os seus 17 mil alunos da rede municipal de ensino uma alimentação escolar de qualidade, garantindo um bom desempenho durante as aulas e um melhor rendimento escolar. A Prefeitura destina 42% do recurso da Educação para a alimentação escolar, mais do que é recomendado pelo PNAI (Programa Nacional de Alimentação Escolar) que com baseado na Lei 11.947 / 2009 determina que cada município gaste pelo menos 30% do recurso da educação no programa. Além de garantir uma alimentação escolar saudável, a Prefeitura compra a maior parte dos seus produtos da alimentação diretamente do pequeno produtor, fortalecendo assim a agricultura familiar no município.

 

 

A FALÊNCIA DAS INSTITUIÇÕES

Sem tempo para preocupar-se com outra questão a não ser o impeachment, deveria a presidente Dilma voltar-se para o day-after da manifestação da Câmara dos Deputados, qualquer que ela seja, esta semana. Porque tendo ou não garantida sua permanência no poder, a verdade é que seu governo carece de rumos. Não produziu, até agora, um elenco de iniciativas capazes de enfrentar o desemprego em massa, a alta do custo de vida, a disparada no preço dos impostos, taxas e tarifas, e a necessidade de retomar o crescimento econômico. Nem Madame nem o PT dispõem de um roteiro para sair da crise. Parece nosso destino manifesto a convivência com o vazio que marca a ação governamental. Se antes inexistia um programa, agora desapareceu até o ânimo para imaginá-lo. Alguém se lembra da apresentação de alternativas para o país sair do sufoco, depois da reeleição? Entre tantas mudanças ministeriais, registra-se ao menos uma capaz de apontar alterações em condições de tirar o Brasil do buraco? A inação ultrapassa a esfera da coisa pública. Omite-se a atividade privada, que poderia contribuir para desafogar o impasse. Entre o sucessivo fechamento de empresas, não se sabe bem se começo ou fim do desemprego, emerge a apatia pela recuperação. Se o poder público dá de ombros para a função específica de contribuir para o crescimento econômico, da mesma forma não se movimentam as categorias privadas, preocupadas apenas em saber quem paga o pato. A inteligência nacional também saiu de cena. Nenhuma iniciativa se verifica nas universidades, nos partidos políticos, nas religiões e nas entidades da sociedade civil. A mídia afastou-se da obrigação de iluminar o futuro, dedicando-se exclusivamente à crítica do presente. Deitar a responsabilidade no governo é necessário, mas não basta. A sociedade carrega sua parcela de culpa na lambança. Se é certo que a presidente Dilma descumpre suas obrigações, também fica evidente a falência das demais instituições.

Por Carlos Chagas

Postado por: Redação Agora

Categoria do Post: Coluna-do-Silveira

Data: 13/04/2016

Visitas: 915

Palavras-chave: Coluna do Silveira 1101

Fonte: Redação Agora

Big Systems
7000329 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 15 do mês 08 de 2020