Agora Santa Inês - JOSÉ MARIA VIANA COMPLETA 86 ANOS COM UM LEGADO EXPONENCIAL LITERÁRIO E MUSICAL,  PRODUZIDO TOTALMENTE  EM SANTA INÊS

JOSÉ MARIA VIANA COMPLETA 86 ANOS COM UM LEGADO EXPONENCIAL LITERÁRIO E MUSICAL, PRODUZIDO TOTALMENTE EM SANTA INÊS

Tudo bem que hoje (janeiro de 2022) José Maria Viana não reside mais em Santa Inês, mas não faz tanto tempo, nem mesmo meia dezena de anos. O que importa é que  seu acervo musical e literário foi todo construído e alicerçado em solo santainesense. E olha que não é pouca coisa, não! A cidade de Santa Inês, ou o município, lhe fará jus em um futuro ainda distante, com ao menos uma estátua ou uma Comenda com o seu nome, pelo muito que ele fez por uma segunda Santa Inês, esta,  em que ele viveu a sua juventude, fase adulta e grande parte de sua terceira e quarta idade. Hoje vive, e vive bem, em São Luís, pois que rodeado do filho e das filhas, está a lhe fazer companhia aquela que jamais passou um dia sem lhe fazer um cafuné desde que trocaram alianças, lá pela década de 60; Professora, Normalista Marly Viana com mais de 50 anos de magistério em Santa Inês. Ela que foi sua grande inspiração para compor dezenas de músicas que tocaram nas rádios e radiolas do Brasil, também esteve par e passo ao seu lado durante os anos, não mais do que duas décadas, em que ele resolveu virar ESCRITOR com letras maiúsculas e escrever  9 livros cujas páginas somadas, são contadas aos milhares, e com sete desses livros lançados por editora Carioca, o que lhe permitiu participar de feiras literárias lá pras bandas do Rio de Janeiro, e mais os dois últimos publicados por editora  também de grande alcance.

Não sei o que dizer diante de alguém que sempre foi para mim uma referência de um dedicado artista da poesia, da música e da literatura, além do caráter invejável de Cidadão que fez de sua vida, um exemplo de como se deve viver, para servir e não ser vil.

Tenho orgulho de meu pai (Clélio dos Reis Silveira) lá pelos idos de 1950 e qualquer coisa, tê-lo recebido em seu humilde comércio, na Rua Grande, no então povoado de Santa Inês, sempre com um violão que ficava guardado embaixo do balcão, esperando a passagem semanal do jovem balconista de uma loja no povoado de Bom Futuro, chamado José Maria Viana, aprendiz de Dilermando Reis, passar pela Mercearia do “Seu Clélio”,  e com todo cuidado dedilhar aquele violão por algum tempo. Bem como sinto-me privilegiado em também ser citado em uma de suas obras literárias, como se fosse eu, merecedor de tanto. Mas deixemos os entretantos, e partimos para os finalmentes - como diria o então prefeito de Pindaré Mirim, Mundico Rego no começo dos anos 60 do século passado, de quem José Maria Viana, a exemplo de outros prefeitos, esses últimos do município de Santa Inês, foi secretário de Administração, e bem diferente dos tempos de hoje, sem ser parente ou aderente de qualquer um deles - Parabéns grande Mestre da Música e da Literatura oriundo de uma Santa Inês, onde nascera, e de outra Santa Inês onde dedicou quase toda sua vida, deixando as outras dezenas de anos depois dos 80 para viver em São Luís, sendo que com a fama que obteve nas décadas passadas, poderia até fazer opção por morar em cidade maior. Mas a gente sabe que seu cordão umbilical está ligado a duas Santa Inês, ambas verdadeiras e não fictícias como alguns dos seus romances. (Texto: Clélio Silveira Filho / Fotos arquivos da família de José Maria Viana),

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Entretenimento

Data: 13/01/2022

Visitas: 74

Palavras-chave: JOSÉ MARIA VIANA COMPLETA 86 ANOS COM UM LEGADO EXPONENCIAL LITERÁRIO E MUSICAL, PRODUZIDO TOTALMENTE EM SANTA INÊS

Fonte:

Big Systems
10395851 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 21 do mês 01 de 2022