Agora Santa Inês - Campanha

Campanha "Janeiro Roxo" da Secretaria de Saúde de Pindaré alerta sobre a importância da descoberta precoce da Hanseníase e da oferta de tratamento seguro e gratuito

A Hanseníase é uma das doenças mais antigas do mundo, há registros históricos de casos que datam de 600 anos a.C. Apesar disso, muitos ainda desconhecem hoje o que é essa doença, suas causas e tratamento. O Brasil é o segundo pais com o maior número de casos no mundo e o Maranhão é onde se registra a maior incidência da Hanseníase no País, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

As pessoas ainda demoram em buscar recur-sos nas unidades básicas de saúde e nos centros especializados, por medo de sofrerem preconceitos e discriminação, aumentando assim as estatísticas negativas, com o avanço da transmissão da doença e o agravamento dos casos.

Manchas brancas ou avermelhadas na pele, formigamento, perda de sensibilidade ao calor, a dor, são umas das características iniciais da Hanseníase. Na sua forma mais severa, há comprometimento das terminações nervosas e incapacitação. A transmissão se dá por meio da tosse, espirro, de uma pessoa contaminada com o bacilo de Hansen, que infecta outra pessoa sadia, principalmente se esta tiver baixa imunidade.

Por isso, a Campanha chama a atenção para a identificação da doença logo no início e o tra-tamento correto e gratuito no SUS (Sistema Único de Saúde). Assim que começa a se tratar, o paciente deixa de ser transmissor, mas tem que seguir tomando as medicações até o final, que pode ser de seis meses a um ano, dependendo da forma da doença.

JANEIRO ROXO

Janeiro é o mês de conscientização sobre a Hanseníase, o município de Pindaré-Mirim vai trabalhar a Campanha, efetivamente, na se-mana de 24 a 28, sendo o dia 25, o Dia D e o dia 30, o Dia Mundial de Combate.

 

“No Dia D vamos estar fazendo palestras, a busca ativa de casos novos, examinando os contatos. As unidades consultam, os casos suspeitos são enviados para as unidades de re-ferência, onde o dermatologista do munícipio dar o diagnóstico de Hanseníase. E há as notificações, que são compulsórias” declarou Roseane Gomes Assunção Machado, Coordenadora de Hanseníase da Secretaria de Saúde de Pindaré.

CASOS EM PINDARÉ

Na consolidação dos dados dos casos, segundo a Coordenadora de Hanseníase, 25 casos foram notificados em 2021. Destes 15 casos novos, 06 em pessoas transferidas de outros municípios, 04 casos do chamado Reingresso – pessoas que tiveram a doença, se curaram e volta-ram a ter.

No Mapa das Unidades Básicas de Saúde, distribuídas na sede e no interior, foram registra-dos no ano passado, 04 casos no bairro da Palmeira, 01 no Campo Agrícola, 01 na Cibrazem, 02 na Aline Salgado, 02 na Formosa, 01 na Roseana Sarney, 02 em Lages e 01 no Calango. Em 2020 foram notificados 17 casos. (Por Tom Oliveira / Decom / Prefeitura de Pindaré).

 

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Regional

Data: 14/01/2022

Visitas: 47

Palavras-chave: Campanha "Janeiro Roxo" da Secretaria de Saúde de Pindaré alerta sobre a importância da descoberta precoce da Hanseníase e da oferta de tratamento seguro e gratuito

Fonte:

Big Systems
10395841 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 21 do mês 01 de 2022