• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - Coluna do Silveira 1102

Coluna do Silveira 1102

“Ao levantar-me todos os dias Senhor, tenho a convicção que és Tu que me coloca de pé, para vencer as tribulações do dia a dia. Quem faria isso por mim, se não fosses Tu?”. Do Colunista

Olá, bom dia! Afivelemos os cintos e nos ajustemos nas poltronas, vez que teremos um final de semana dos mais emblemáticos dos quantos já vivemos desde metade do século passado. Desde a era de Getúlio, Juscelino, Jânio e Jango, seguida da era da Ditadura, que durou cerca de 20 anos, a volta da democracia e o impeachment de Fernando Collor no começo dos anos 90. Agora, em pleno século 21, vamos rever um desses episódios que, no cenário atual, separa o povo brasileiro entre petistas e os outros. Vamos ter um domingo diferente daqueles em que se vibrava com as vitórias de Airton Sena do Brasiiiil!,dos belos espetáculos futebolísticos dos campeonatos Carioca e Paulista, enfim..... um domingo tenso, experimentado pouquíssimas vezes neste País. O articulista aqui, que “encarou” a ditadura quando chegava aos 11 anos de idade, e que aos 15 já sabia distinguir o que era bom e o que era ruim para o Brasil, aprendeu muito nesses 52 anos desde março de 64. Tive eu a oportunidade de conviver com os dois lados. Estive frente a frente com General João Figueiredo, último presidente militar de 79 a 85. Também,estive, por várias vezes frente a frente com presidente civil José Sarney. Li e leio muito a respeito do que vivemos no passado, do que estamos vivendo no presente, é obvio, e o que nos reserva o futuro. No atual momento, o Brasil paga caro por acreditar em um partido político que vem caindo pelas tabelas, desde 2005, e que, queiram ou não, permitiu que o Brasil fossesaqueado de ponta a ponta. Amanhã.......será um novo dia.....talvez. Talvez não. Seguiremos no mesmo barco. Será mais uma página a entrar para a história......a história que eu acompanho par e passo desde que me entendi como gente, naquele longínquo março de 1964. Amanhã não é final de Copa do Mundo, não temos Ayrton Sena nas pistas, nem o belo futebol de décadas passadas, também, felizmente não temos os generais a mandarem em nós. E aconteça o que acontecer amanhã .......coloquemos nossas mãos no peito direito e cantemos de cabeça erguida: 

Ouviram do Ipiranga as margens plácidasDe um povo heroico o brado retumbanteE o sol da liberdade, em raios fúlgidosBrilhou no céu da pátria nesse instante
Se o penhor dessa igualdadeConseguimos conquistar com braço forteEm teu seio, ó liberdadeDesafia o nosso peito a própria morte!
Ó pátria amadaIdolatradaSalve! Salve!
Brasil, um sonho intenso, um raio vívidoDe amor e de esperança à terra desceSe em teu formoso céu, risonho e límpidoA imagem do cruzeiro resplandece
Gigante pela própria naturezaÉs belo, és forte, impávido colossoE o teu futuro espelha essa grandeza
Terra adoradaEntre outras milÉs tu, BrasilÓ pátria amada!Dos filhos deste solo és mãe gentilPátria amadaBrasil!
II
Deitado eternamente em berço esplêndidoAo som do mar e à luz do céu profundoFulguras, ó Brasil, florão da AméricaIluminado ao sol do novo mundo!
Do que a terra mais garridaTeus risonhos, lindos campos têm mais flores"Nossos bosques têm mais vida""Nossa vida" no teu seio "mais amores"
Ó pátria amadaIdolatradaSalve! Salve!
Brasil, de amor eterno seja símboloO lábaro que ostentas estreladoE diga o verde-louro dessa flâmulaPaz no futuro e glória no passado
Mas, se ergues da justiça a clava forteVerás que um filho teu não foge à lutaNem teme, quem te adora, a própria morte
Terra adoradaEntre outras milÉs tu, BrasilÓ pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentilPátria amadaBrasil!

Postado por: Redação Agora

Categoria do Post: Coluna-do-Silveira

Data: 15/04/2016

Visitas: 1000

Palavras-chave: Coluna do Silveira 1102

Fonte: Redação Agora

Big Systems
5742858 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 22 do mês 01 de 2020