Agora Santa Inês - Deputado Josimar de Maranhãozinho pode ter mandato cassado

Deputado Josimar de Maranhãozinho pode ter mandato cassado

O deputado é alvo de várias operações da PF sob acusação de desvio de recursos de emendas parlamentares

Distante da Câmara dos Deputados desde o dia 17 de abril, quando pediu licença de 120 dias, para “tratar de assunto particular”, o deputado federal, Josimar de Maranhãozinho (PL), pode ter seu mandato cassado.

A representação está sob o comando do depu-tado Paulo Azi (União Brasil-BA), que é o atual presidente do Conselho de Ética da Câma-ra Federal. Josimar é suspeito de desviar re-cursos da Saúde viabilizados por emendas par-lamentares em cidades do Maranhão.

O parlamentar que destinou emendas no valor de R$ 35 milhões, é pré-candidato ao governo do Maranhão foi aconselhado por aliados para pedir licença do cargo e ficar distante das re-des sociais com intuito de evitar um desgaste político de sua imagem.

Com a saída, Josimar de Maranhãozinho abriu espaço para o seu suplente Paulo Marinho Jú-nior, que renunciou ao mandato de vice-prefeito de Caxias para assumir a vaga na Câmara dos Deputados.

No início de março, Josimar de Maranhãozi-nho foi alvo de uma nova operação da Polícia Federal, que fez uma ação de busca e apreen-são na residência do parlamentar que foi acu-sado mais uma vez de desvio de recursos pú-blicos por meio de empresas de fachada.

Para Josimar, as operações em seu desfavor tem relação direta com a sua pré-candidatura ao Governo do Estado e ao seu desempenho na articulação política, com a construção de um grupo que integra dezenas de prefeitos e depu-tados estaduais.

Por conta das investigações que estão sendo realizadas, a tendência é que o parlamentar não concorra mais ao governo.

O parlamentar é alvo de pelo menos três inqué-ritos da PF. Em um deles, Maranhãozinho foi filmado em uma ação controlada manuseando caixas de dinheiro e entregando o material a aliados, conforme vídeos divulgados pelo GLO-BO.

Nesta semana, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), decidiu destravar os pedidos de quebra de decoro contra deputados, ação que também atinge Maranhãozinho. Lira liberou um total de 22 representações ao Conselho de Ética da Câmara para que sejam instaurados os processos contra os parlamentares.

O Conselho retomou as atividades esta sema-na. A representação contra o deputado ainda aguarda designação de relator para ter prosse-guimento. O documento foi apresentado no fi-nal do ano passado ao colegiado pelo partido Rede Sustentabilidade, baseando-se nas apu-rações da Polícia Federal. De acordo com a le-genda, o deputado “parece ter cometido crime de corrupção, apropriando-se de escassos re-cursos públicos”. O parlamentar tem negado o cometimento de irregularidades. Sobre o vídeo com caixa de dinheiro, ele disse na ocasião que a imagem retratava a sua atividade empresari-al na pecuária “com compra e venda de gado e equipamentos com órgãos privado”

Maranhãozinho é presidente estadual do PL no Maranhão, partido que filiou mês passado o presidente Jair Bolsonaro e seu filho mais ve-lho, o senador Flávio Bolsonaro, e é comandado por Valdemar Costa Neto, condenado no es-cândalo do Mensalão do PT.

A reportagem de O Imparcial entrou em contato com assessoria de comunicação de Josimar de Maranhãozinho para que o mesmo se pronun-ciasse sobre as acusações, mas até o fecha-mento desta edição não houve retorno.

Fonte: oimparcial.com.br

Postado por: Redação do Agora

Categoria do Post: Politica

Data: 02/05/2022

Visitas: 142

Palavras-chave: Deputado Josimar de Maranhãozinho pode ter mandato cassado

Fonte:

Big Systems
10917399 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 18 do mês 05 de 2022