Agora Santa Inês - EDITORIAL: LUTO E LUTA

EDITORIAL: LUTO E LUTA

Não há palavras que possamos usar para expressar nossa tristeza e indignação, com as execuções do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips. O brasileiro mais simples e desinformado,  não sabe o tamanho da tragédia que tomou conta do país com as mortes  desses dois defensores da Amazônia e dos Índios. O mundo vê o Brasil hoje, como um país desgovernado, sem lei, sem jeito, e destruidor da Amazônia. É triste chorar a morte de dois homens, que deram a vida para salvar centenas de vidas de irmãos nossos. Sim, os índios são os verdadeiros donos dessas terras em que vivemos. Nós já os encontramos aqui. Os invasores aqui neste país chamado Brasil somos nós. Todos aqui do AGORA! protestam veementemente, contra seres covardes e desumanos que pensam que ao calar a voz, ou as vozes de dois ou três, estarão calando a voz do mundo. Ledo engano!! No momento atual em que vivemos, não se tira a  "vida" de quem se quer tirar, por seu bel prazer ou para eliminar seus “antagonistas” e fica por isso mesmo. Não se deve mexer com a vida de ninguém, mas há certas classes de pessoas, que quando são atingidas, o mundo inteiro cai sobre os responsáveis por tais atos. Irão pagar! É justo que a Justiça os condene e os exclua da sociedade pelo resto da vida. Quem fez e quem mandou fazer! No caso específico de Bruno e Dom, tem sim, mais gente envolvida. Alguém que usou os dois irmãos para cometer a barbárie e não aparecer. Mas, não há crime perfeito, isso a gente sabe desde quando aprendemos a falar. Os outros aparecerão com certeza, além do que, o Estado (a União) deve ser julgada e condenada também por não garantir o direito de ir e vir, principalmente de quem vive uma vida de risco como os dois viviam. O Estado (aqui, repetimos, a União neste caso) é sim, responsável pelo bem estar de todos. Como também é responsável pela punição dos que se desviam do caminho do bem. Todos que ocupam cargos públicos, seja o cargo que for, tem que zelar por quem não ocupa. E estes por sua vez, tem que andar na linha para não serem alcançados pelos homens públicos que nos garantem (ou tem a obrigação) a condição de ir e vir. Isso aqui, chamado Brasil, é um país democrático. Não vivemos em uma ditadura, e muito menos o nosso regime é anarquista. Temos todas as ferramentas jurídicas para punir, quem se desfaz das leis e cria suas próprias leis, e acha que somos desnecessários perante a sociedade. Santa ignorância! Ou melhor; a ignorância nunca foi santa e nem salva ninguém!  Salve Bruno! Salve Dom! Salve os Índios! Salve a Amazônia! (Da Editoria Geral do AGORA!).   

 

Postado por: Redação do Agora

Categoria do Post: Regional

Data: 18/06/2022

Visitas: 29

Palavras-chave: EDITORIAL: LUTO E LUTA

Fonte:

Big Systems
11154578 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 01 do mês 07 de 2022