Agora Santa Inês - EDITORIAL   - O DESMONTE DE UMA ESTRUTURA POLÍTICA ADMINISTRATIVA OUTRORA RESPEITADA

EDITORIAL - O DESMONTE DE UMA ESTRUTURA POLÍTICA ADMINISTRATIVA OUTRORA RESPEITADA

O município de Santa Inês, que por cerca de três décadas e meia viveu no mínimo, a necessária calmaria política e administrativa sem pender para o lado da violência, gerada nos porões da Prefeitura e gabinetes da Câmara Municipal, de repente se vê em uma encruzilhada arquitetada exatamente por esses dois poderes; o Executivo, comandado por um jovem rico de 28 anos, chamado de “menino de ouro” e seus mimos, envolvido em vários processos movidos pela Justiça Estadual e Federal, respondendo por crimes denunciados e investigados pela Polícia Federal e pela CGU, no Tribunal Federal da 1ª Região, no âmbito federal, e sob intensa investigação do Ministério Público Estadual,  e uma Câmara Municipal composta por 17 vereadores, tendo na presidência um neófito na política, que se um dia foi uma referência como cidadão para Santa Inês, parece ter perdido tudo o que conquistou em pouco mais de 1 ano como vereador. O município de Santa Inês vive dias negros e nas trevas da política partidária, pública, administrativa e legislativa. Uma simples reunião entre vereadores na Câmara Municipal, se transforma em um ringue onde são disparados, se não, sopapos, mais jatos de baixarias nunca vistas por aqui. Ontem, sexta-feira (22), a imprensa foi apanhada de surpresa com uma “sugestão de pauta”, que a convidava a assistir uma reunião dos vereadores (muitos deles nem sabiam da tal reunião - estão em recesso -  e foram  apanhados de surpresa) onde seriam tratados assuntos aleatórios, mas que perpassaria pela discussão do sigilo de uma investigação que estaria sendo feita (o que não está) por uma Comissão Especial de Investigação, para exatamente investigar as denúncias feitas pela PF, CGU e outros órgãos de fiscalização a respeito dos crimes contra o erário público que o jovem prefeito teria cometido, segundo o que apurou a PF, a CGU e (desculpem a repetição) outras instituições de investigação, etc. A malfadada reunião ou sabe-se lá que nome foi mesmo o que usaram para tanto, teve de tudo, menos aula de bons modos e comportamentos e sobrou falta de decoro parlamentar, mas não faltou dedo no olho, ou cara no dedo, e até teria faltado respeito a uma das vereadoras do legislativo local. Um desastre político sem precedentes na história da Casa de Leis de Santa Inês, tristes e lamentáveis cenas.

Diante do quadro depreciativo político e administrativo que vive hoje o município de Santa Inês, até os políticos de maiores patentes têm procurado se manter afastados dos que se arvoram de “donos da cidade” por aqui. Convenções partidárias já começaram no dia 20, são mais de meia dúzia de candidatos a governador do Estado, outros tantos candidatos a presidente da República e ao menos uma duas centenas de candidatos a deputado federal e estadual, além de meia dezena de candidatos a senador. Mas, não se ouve dizer que eles estão aqui por Santa Inês. Parece até que largaram a cidade ou município “pra” bolo, como se diz por aí. Os políticos da velha guarda aqui da cidade, parece que só assistem a tudo, e nada fazem. E os novos, nada sabem fazer, é o que parece. Para piorar, aqui e acolá, se ouve dizer que aliados do prefeito “ameaçaram” com atitudes e palavras, beltrano (a) ou sicrano (a), e dessa lista não teria escapado nem o vice-prefeito, hoje visto como um inimigo político do prefeito, e até alguns vereadores que lhe fazem oposição - são poucos - além de lideranças políticas que representam o povo, sindicalistas e ativistas políticos. É hora de dar um basta! Que as autoridades mais acima, a nível de Justiça, e de Polícia entre outras, fiquem atentas para não dizer depois que “não sabiam de nada” sobre tais ameaças. E que o prefeito para de jogar para uma plateia que a cada dia que passa lhe vira as costas, e que a Câmara Municipal deixe de encenar espetáculos tristes, ridículos e desrespeitosos como o de ontem, sexta-feira 22 de julho. (Da Editoria Geral do Sistema Agora de Notícias).            

Postado por: Redação do Agora

Categoria do Post: Politica

Data: 23/07/2022

Visitas: 138

Palavras-chave: EDITORIAL - O DESMONTE DE UMA ESTRUTURA POLÍTICA ADMINISTRATIVA OUTRORA RESPEITADA

Fonte:

Big Systems
11529361 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 18 do mês 08 de 2022