• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - Sálvio Dino lança hoje na AMI, livro histórico sobre a passagem da Coluna Revolucionária Prestes pelo Sul do Maranhão

Sálvio Dino lança hoje na AMI, livro histórico sobre a passagem da Coluna Revolucionária Prestes pelo Sul do Maranhão

Sálvio Dino lança Membros da Coluna Prestes em  foto de 1925  hoje na AML, livro histórico sobre a passagem da Coluna Revolucionária Prestes pelo Sul do Maranhão

 

             O escritor  e acadêmico  Sálvio Dino (84), lança hoje em São Luís às 19:30h, na sede da Academia Maranhense de Letras, localizada na Rua da Paz, centro de São Luís, o seu mais recente trabalho literário, trazendo um histórico da passagem da Coluna Prestes pelo Sul do Maranhão, fato este sabido por poucos, que vem agora a ser do conhecimento público em detalhes, segundo estudos feitos pelo escritor. O livro cujo título é: “A Coluna Revolucionária Prestes a Exilar-se”, tem apresentação do também escritor e acadêmico, Agostinho Noleto, da Academia Imperatrizense de Letras: “Sálvio Dino oferece ao pósteros da passagem da Coluna Prestes pelo Sul do Maranhão uma respectiva do movimento político-militar que deixou profundas marcas e agradável lembrança naqueles que o receberam nos idos de 1925. Por longos anos nós, destes rincões maranhenses, ouvimos falar, pela boca do povo, da passagem dos Revoltosos, por Carolina, Riachão, Balsas e Grajaú e por outras cidades do Sertão, quase   sempre de forma negativa, em razão do medo causado pelas tropas armadas, anunciadores de guerra, com seus naturais horrores sangrentos. Os historiadores da versão oficial, não tiveram nenhum cuidado e nem pudor em sonegar informações sobre esse movimento de um dado momento da História do Brasil. Sálvio Dino não é o primeiro autor de livro sobre a Coluna Prestes e seu carismático líder Luis  Carlos Prestes, idealista herói brasileiro, forjado no caudilhismo de época. Mas essa obra, é, sem sombra de dúvida,  a primeira análise do fato histórico com o olhar de testemunho da população sertaneja que, pelos mais esclarecidos e politizados, viu naqueles militares, tomados de sentimentos nacionalistas libertários, uma esperança de salvação dos esquecidos rincões  do Sertão Maranhense”. Ao final de sua apresentação  do livro A Coluna Revolucionária Prestes a Exilar-se, em sua Passagem Pelo Sul do Maranhense, Agostinho Noleto, exorta: “ Feliz é o homem que pode dizer, como Sálvio Dino, com orgulho saudável, que tem um filho governador de seu estado e sente nele o palpitar da mesma esperança que animou cavaleiros de 1925, e ainda aquece seu velho coração”. Sálvio Dino é pai do governador do Maranhão Flávio Dino.            

 

BIOGRAFIA DE SÁLVIO DINO  

Sálvio Dino nasceu em Grajaú-MA, no dia  5 de junho de 1932. Fez o curso secundário no Colégio de São Luiz, da capital maranhense, e bacharelou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito de São Luís, onde participou de movimentos estudantis e literários. Ingressou muito jovem no jornalismo, como revisor e repórter dos Diários Associados. Advogado, atuou em numerosos júris populares no interior e na capital do Estado, e foi o autor do projeto de criação, no interior do Estado, da primeira Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil- Seção do Maranhão, núcleo instalado em Imperatriz, e do qual foi conselheiro. Líder estudantil, foi atuante membro da União Maranhense dos Estudantes Secundários-UMES; pertenceu ao Parlamento Escola da Faculdade de Direito e foi eleito orador oficial do Centro Acadêmico Clodomir Cardoso, da referida instituição de ensino superior.

Vocacionado para as atividades políticas, elegeu-se, em 1954, vereador de São Luís e, em 1962, conquistou seu primeiro mandato de deputado estadual, havendo sido cassado em 1964, sob a acusação de atividades subversivas. De volta à Assembleia Legislativa do Estado, foi distinguido, em 1977, pelo Centro Social Estudantil Maranhense, com o título de Melhor Deputado Estadual desse ano. Foi prefeito municipal de João Lisboa-MA em 1989 e 1997. Presidente, por dois mandatos, da Associação dos Municípios da Região Tocantina-AMRT e da Associação dos Municípios do Sul do Maranhão-AMSUL. Exerceu diversos cargos em comissão no Governo do Estado do Maranhão. Membro fundador da Academia Imperatrizense de Letras e seu vice-presidente em 1991/92. É membro da Academia Maranhense de Letras, onde ocupa a cadeira

32, tendo sido eleito no dia 16 de julho de 1998, tomando posse no dia 16 de agosto de l999, onde foi recepcionado pelo acadêmico Benedito Buzar. 

BIBLIOGRAFIA

Dentre outros trabalhos de Sálvio Dino constam os seguintes:    

CONTOS: Nas barrancas do Tocantins (1981).

POESIA: Semeando manhãs (1985);

Luzia, quase uma lenda de amor (1990).

ESTUDOS BIOGRÁFICOS: Quem passar por João Lisboa (1989);

Clarindo Santiago:  O poeta maranhense desaparecido no rio Tocantins (1997).

CRÔNICAS: Verde sertões e vidas. São Luís: 1999.

HISTÓRIA: Raízes históricas de Grajaú (1974);

Onde é Pará, onde é Maranhão? São Luís: Sioge. 1990;

O perfil histórico do rio Tocantins (1992);

A Faculdade de Direito do Maranhão (1918-1941), São Luís: Edufma, 1996;

Leões: Um palácio de histórias, lenda, mitos & chefões. São Luís: Sioge.1997.

Postado por: Paulo Silveira

Categoria do Post: Entretenimento

Data: 14/10/2016

Visitas: 704

Palavras-chave: Sálvio Dino lança hoje na AMI, livro histórico sobre a passagem da Coluna Revolucionária Prestes pelo Sul do Maranhão

Fonte: Redação Agora

Big Systems
5505185 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 11 do mês 12 de 2019