• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - Após perder eleições, Ribamar manda desapropriar terreno invadido na Cutia Pelada

Após perder eleições, Ribamar manda desapropriar terreno invadido na Cutia Pelada

Uma disputa por terras voltou a acontecer no município de Santa Inês. Pessoas de baixa renda e que não possui casas vem construindo moradias naquele setor da Cutia Pelada, local conhecido como “Recanto São Cristóvão”. O terreno de 17 hectares pertence ao município de Santa Inês e foi invadido por cerca de 117 famílias.

Em janeiro, a justiça concedeu uma liminar de reintegração de posse e todas as famílias foram retiradas, mas de acordo com algumas pessoas, o prefeito Ribamar Alves teria realizado em sua casa, uma reunião em agosto com um grupo de pessoas e autorizado a volta das famílias para o local e teria inclusive, mandado algumas máquinas para abrir as ruas e prometeu colocar energia e água em troca de apoio político para sua reeleição.

“Ribamar falou para todo mundo ir na casa dele, aí disse que a reunião era para o povo da invasão, quem não tinha casa e mandou fazer um cadastro na prefeitura e disse que poderíamos voltar que ninguém iria mexer com a gente. Pediu apenas apoio nas eleições de outubro. Falou que abriria as ruas e ia mandar “empiçarrar”, puxar energia e garantiu água entre outros benefícios. Agora vem um homem e manda a gente sair.” desabafou o lavrador Raimundo Santos, um dos integrantes que estão no local.

As famílias denunciaram ainda que ali há um local com cerca de 4 hectares que se encontra cercado com estacas de concreto, e que seria de uma empresa de São Luis, mas que o mesmo não possuía direito legal das terras. A vereadora Creusa Brito esteve no local e afirmou que em abril, a Prefeitura encaminhou um Projeto de Lei para doação deste terreno, mas o mesmo havia sido rejeitado e se assustou ao ver o terreno cercado como se fosse propriedade particular.

“A gente possui inúmeras áreas de Santa Inês que estão sendo loteadas e vendidas, essa terra da Cutia Pelada é de Santa Inês, existem pessoas que não possuem moradia e se instalaram aqui. Em janeiro foi dada ordem de desapropriação e todos saíram, só que em agosto, foi autorizado pelo gestor para voltarem novamente. Agora o que me admira mais ainda, é que a prefeitura quer tirar deles e vender para outras pessoas para negociar para pessoas que não precisam, como essa terra que já está cercada sem autorização da Câmara que rejeitou essa doação. Santa Inês virou uma terra de ninguém, que ninguém tem mais controle. Minha preocupação que o município não possuía mais terrenos para que possa ser realizadas obras”,  disse a vereadora Creusa Brito. Todo o terreno possui cerca de 17 hectares e foi adquirido por Roberth Bringel, na época, prefeito do município, para que fossem realizadas várias construções, como o cemitério, escola agrícola, praça, entre outros.

 

Postado por: Paulo Silveira

Categoria do Post: A-Cidade

Data: 12/11/2016

Visitas: 610

Palavras-chave: Após perder eleições, Ribamar manda desapropriar terreno invadido na Cutia Pelada

Fonte: Redação Agora

Big Systems
6125832 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 30 do mês 03 de 2020