• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - Coluna Estado de Alerta 1167

Coluna Estado de Alerta 1167

Nesses municípios é assim

A Justiça do Maranhão afastou os prefeitos de Bacuri e Governador Nunes Freire, respectivamente, José Baldoíno Nery (PP) e Marcel Curió (PR), ontem, sexta-feira 2, por prática de improbidade administrativa. Apesar de restar menos de um mês para deixarem o cargo, as sentenças determinam que ambos permaneçam afastados por 180 dias. O afastamento de Baldoíno e Curió atende a pedido do Ministério Público do Maranhão, que constatou que os prefeitos não vêm cumprindo com o pagamento dos servidores municipais.

Secretária de que?

Ana Josélia Gaioso Costa, filha do prefeito Ribamar Alves é secretária de Administração do município. Mas, por nada não, ela não era secretária da Saúde? Estaria acumulando os dois cargos? Ou então, quem é o secretário (a) da Saúde do município?

Mudanças às escondidas

Aqui a gente vai direto ao ponto! Não temos meias palavras. Em Santa Inês os secretários fazem um rodízio ou simplesmente deixam a pasta sem que o povo tome conhecimento. O gestor administra com a sua consorte ( e que sorte!) o município do jeito que quer. Pintam, bordam e escarnecem da população. Mesmo chegando na reta final, e depois de levaram a maior surra de votos de que se tem notícia em todo o Maranhão (fora a capital), o casal não se dá por vencido. E os que orbitam em torno dele (do casal) idem.

Cadê o dinheiro que estava aqui?

Sentenças assinadas pela juíza Selecina Henrique Locatelli, titular da comarca de Arame, condenam o ex-prefeito do município João Menezes de Souza a ressarcir ao Erário o valor de R$ 7.814.155,99 (sete milhões, oitocentos e quatorze mil, cento e cinquenta e cinco reais e noventa e nove centavos). O valor deve ser corrigido monetariamente pelo INPC e acrescido de juros de 1% ao mês. Na sentença, a magistrada determina ainda a suspensão dos direitos políticos do ex-prefeito por oito anos e proíbe o ex-gestor de contratar com o Poder Público por 05 (cinco) anos.

 Enquanto país chorava

O Congresso desfigurava o pacote anticorrupção. Os deputados promoveram suas votações antipacote enquanto o país estava abalado com a tragédia que matou um time de futebol inteiro. O chamado pacote anticorrupção nasceu há um ano e meio. Os procuradores do Ministério Público listaram dez medidas que entendiam essenciais para apertar o cerco contra a corrupção e pediram apoio à população.

Mais de 2 milhões de assinaturas

Recolheram 2,4 milhões de assinaturas. O projeto chegou ao Congresso há oito meses. Passou por uma comissão da Câmara dos Deputados, onde foi depurado, com a exclusão de algumas medidas e, na madrugada de quarta-feira, precisou de poucas horas para ser desfigurado pelo voto dos parlamentares. Em vez de pacote anticorrupção, integrantes da base do governo e da oposição transformaram-no em uma maçaroca disforme que protege suspeitos de corrupção e amarra as mãos de quem quer pegá-los.

A emenda pior que o soneto

Pior do que o pacote aprovado, foi o momento escolhido para aprová-lo. Os deputados promoveram suas votações antipacote enquanto o país estava abalado com a tragédia que matou um time de futebol inteiro, a simpática, pequena e fulgurante Chapecoense, que voava para sua primeira glória internacional. Soou a milhares, talvez milhões de brasileiros, como uma provocação: esconderam-se atrás do biombo de uma tragédia para assaltar, mais uma vez, essa longa, dolorosa e antiga aspiração brasileira por uma vida pública correta e limpa. (Leiam mais na reportagem especial de capa de VEJA desta semana que detalha como se deu essa ação. Que vergonha!

O rombo no FGTS e no INSS

Enquanto o mundo se esvai de tanta tragédia, por aqui seria cômico se não fosse trágico. Há quem afirme sem medo de errar, que a prefeitura na atual gestão, nunca recolheu o FGTS dos servidores públicos e o INSS. O danado é que se isso é verdade, então porque as autoridades fiscalizadoras e punitivas não tomaram providências?

 E o aluguel do Hospital Municipal?

E o prefeito que assumiu em 1º de janeiro de 2013, prometendo construir hospitais e coisa e tal, jurando que não alugaria por muito tempo o Tomaz Martins, enrolou os quatro anos e nada do prometido, e ainda por cima, manteve alugado o HTM, só que teria esquecido de pagar os messe e até anos do aluguel. Isso também já é escárnio. Olha que diante de tudo isso, seis mil votos ainda foi voto pra poxa pra esse moço!

 Viralizou  I

Essa palavra tem a ver com fatos que repercutem amplamente nas redes sociais. Mas a gente vai pegá-la emprestada para exemplificar o quanto o Jornal AGORA Santa Inês (impresso) tem circulado nos últimos tempos – isso fora a versão online. O Jornal está por todo canto. Até a gente aqui da casa se assusta da visibilidade que o danado tem.

 Viralizou II

Pro lado que o amigo olha, vê alguém com um exemplar do jornal na mão e de olhos bem abertos. O que mais nos deixa encabulados é que o jornal está parecendo vinho; quanto mais velho, melhor e mais procurado fica. Obrigado pela parte que nos toca!

 

CHUMBO QUENTE

Repisando o mesmo assunto, o do lixo que toma conta da cidade.>>> Aqui nas páginas do AGORA um assunto não é tratado só uma vez. >>> A gente cessa e peneira sobre ele. Temos que “arrochar” o nó ou a coisa não sai. Se é que um dia sai. >>> A situação do lixo em Santa Inês está ficando insuportável. É bem verdade que o eleitor deu uma “derrapada” em 2012, mas, nem por isso merece conviver com o lixo que está tomando conta da cidade. >>> E as escolas municipais, salvo engano, já fecharam o ano letivo. Melhor mesmo. Não tem professor que consiga trabalhar com medo de receber uma visita “esperada” de um assaltante armado e coisa e tal. >>> E as pobres crianças, como vão cuidar com os traumas  que sofrem só em pensar em ficarem na mira desses marginais? >>>E olha que no bojo dos que estão agindo na cidade tem muito “de menor” cometendo infração. Pior; debochando até mesmo da polícia. >>> Eita Santa Inês pra ter coisas! >>> E por hoje é só. Fomos!!!     

Postado por: Redação Agora

Categoria do Post: A-Cidade

Data: 02/12/2016

Visitas: 327

Palavras-chave: Coluna Estado de Alerta 1167

Fonte: Da Editora de Política

Big Systems
6144878 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 02 do mês 04 de 2020