• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - COLUNA DO SILVEIRA 1209

COLUNA DO SILVEIRA 1209

“A felicidade completa só poderá ser alcançada, quando confiarmos A Deus nossas vidas. Não há vida em abundancia quando não confiamos A Deus o nosso dia a dia. Com Ele podemos tudo. Sem Ele, nada somos”. Do livro Gotas de Reflexão Espiritual parte I, de autoria deste Colunista.

 

Olá, bom dia! Bom dia mesmo, esta edição foi fechada já no início da madrugada, e foi rodada durante toda a noite. Fazer jornal não é brinquedo não! A coisa é séria, o trabalho é sério, e o resultado é inapagável, fica registrado nos anais da história por décadas e décadas. Dia desses, o amigo Domingo Mão de Onça, um dos mais espetaculares cidadãos desta urbe, me mandou um recorte de um jornal que eu lancei aqui na década de 70, mais precisamente no ano de 1977. Que dizer; 40 anos atrás. Chamava-se O Regional. O gerente do Armazém Paraíba era ainda Elias Alves Catarino. No expediente do jornal tinha eu como Editor-chefe, e alguns nomes conhecidos do jornalismo de então como colaboradores. Nem eu tenho mais um exemplar das quatro ou cinco edições que circularam. Mas alguém tem. Domingos Mão de Onça tem. Essa é a prova de que o que se escreve, fica para a posteridade, o resto só passa (com todo respeito). Dias atrás, entrei no arquivo deste jornal em busca de uma edição lá de 2002. Em três minutos, lá estava eu de posse de 12 páginas contando o que se passava em Santa Inês e na região, e um pouco da política estadual. Pois é, e isso foi apenas uma das 1209 edições que já publicamos nesses quase 16 anos de existência. Quando assisto a um programa de TV local, fico feliz por rever o apresentador cobrar da administração pública o que eu já cobrei mais de duzentas vezes em edições passadas deste jornal. A querela da Avenida Castelo Branco, por exemplo, se é federal ou municipal, já debati isso umas trezentas vezes. A Guarda Municipal não me olha com bons olhos. Não me preocupa isso. Hoje, o Jornal AGORA, como bem diz o ínclito advogado Márcio Beckmann (acertei?) “peneira” mais as matérias que publica, e abdica do sensacionalismo. Vamos mais na base de documentos, matérias reais, discurso equilibrado e do lado do povo. Jornal, para quem não sabe, tem lado. O lado do povo. É imparcial e parcial. Depende do ponto de vista de quem o está lendo. Mas jornal impresso é a mídia mais acreditada do País, e a terceira instituição de credibilidade no Brasil, segundo pesquisas da Fundação Getúlio Vargas, só perdendo para o Exército Brasileiro e a Igreja Católica. Não inventei esses números. Pesquisem lá e vejam. Alguns dizem que tem matérias demais sobre coisas da cidade. O nome do Jornal explica isso. Outros dizem que publicamos muitas coisas de outros municípios. Também está explicito que o jornal circula na cidade e na região. E assim, segue a vida. Na verdade, não nos preocupamos com um ou outro questionamento sobre nossa linha editorial. Somos vacinados contra eventuais – nem me lembro do último – discordâncias do que fazemos. Bom, e chega de entretantos, e vamos para os finalmentes. Hoje é dia 17 de maio, de 2017, uma quarta-feira maravilhosa! Que tenhamos todos um belo de um dia, e que Deus nos abençoe a todos, inclusive àqueles que torcerem o nariz para o que eu escrevi acima.

IPVA versos apreensão de carro

Os advogados Américo Lobato Neto, Luiz Djalma Cruz Neves e Aristóteles Duarte Ribeiro protocolaram  na segunda-feira (15) na Justiça em São Luís   uma ação popular que discute o recolhimento do veículo por atraso no pagamento do IPVA. Os autores entendem que a apreensão de veículos com IPVA atrasado viola a moralidade administrativa, bem como outros princípios constitucionais. De acordo com os autores, já há, inclusive, reconhecimento desta interpretação pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O caso deverá ser analisado pela Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís.

Tudo online

Você sabia que agora é possível emitir certidões, enviar ou apresentar documentos como escrituras, instrumentos particulares e outros documentos sem precisar se dirigir até os cartórios da sua cidade? Tudo isso e muito mais pode ser feito eletronicamente através do site www.cartoriosmaranhao.com.br.

A Cartórios Maranhão é a marca da Central Única de Serviços Eletrônicos Compartilhados e foi criada pelo Provimento nº 13/2016 da Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão e mantida pela Associação dos Titulares de Cartórios do Maranhão – ATC/MA. Ela tem a função de centralizar as informações das Serventias Extrajudiciais do Maranhão conforme determina o Conselho Nacional de Justiça nos Provimentos nº 46, 47 e 48. Segundo o presidente da Associação dos Titulares de Cartórios do Maranhão – ATC/MA, Thiago Estrela, o Maranhão sai na frente de muitos Estados do Brasil com a implantação da Central. E a população maranhense, que tem dificuldade de acesso aos Cartórios do interior, agora terão suas vidas facilitadas, uma vez que as solicitações poderão ser feitas pela internet e as certidões impressas diretamente do site, tendo a mesma validade de um documento original, pois será assinada por certificado digital. É a modernidade que chegou aos Cartórios do Maranhão. A Cartórios Maranhão é uma ferramenta destinada a facilitar e modernizar o acesso dos usuários aos cartórios maranhenses, mediante a possibilidade de busca de informações, solicitação de certidões, envio e apresentação de documentos, sendo também responsável por operacionalizar o Sistema de Registro Eletrônico de Imóveis no Estado do Maranhão, previsto pela Lei nº 11.977/2009. Vale ressaltar que a apresentação de documentos ainda está em fase de implantação e futuramente essa ferramenta também estará à disposição da sociedade maranhense.

Postado por: Redação Agora

Categoria do Post: Coluna-do-Silveira

Data: 17/05/2017

Visitas: 763

Palavras-chave: COLUNA DO SILVEIRA 1209

Fonte:

Big Systems
2603612 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 21 do mês 11 de 2017