• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - CASO MARCO DA OLINDA: DELEGADO ELUCIDA O ASSASSINATO EM MENOS DE UMA SEMANA

CASO MARCO DA OLINDA: DELEGADO ELUCIDA O ASSASSINATO EM MENOS DE UMA SEMANA

Relembrando o caso

 

No sábado passado (14), por volta de 3h45min da tarde, Antônio Marcos Lima de 47 anos, mais conhecido como Marco da Olinda foi assassinado quando conversava com alguns amigos em um comércio localizado na Rua Nova Brasília, no Bairro da Palmeira. Dois homens aproximaram-se em uma motocicleta e o garupa já desceu da moto atirando contra Marcos, que ainda tentou fugir dos criminosos, mas o assassino efetuou vários disparos contra a vítima que faleceu ainda no local.

 

A ELUCIDAÇÃO DO CRIME

Em entrevista a nossa equipe de reportagem na segunda-feira (16), que foi publicada na edição anterior (1253), o delegado Ederson Martins afirmou que até o final da semana chegaria a uma linha de investigação ou até mesmo a elucidação do caso, e que também logo após o crime, a Polícia Civil já havia iniciada uma minuciosa investigação, que não demorou a mostrar seus resultados.

Delegado regional Ederson Martins coordenou as investigações sobre o caso e depois de elucidado, concedeu entrevista ontem para a imprensa


E de fato ontem, sexta-feira (20), as investigações surpreenderam até mesmo o delegado com a velocidade em que o caso se desenrolou, pois ontem (20), a Polícia Civil conseguiu desvendar as motivações do crime, todos os envolvidos, além de descobrir quem foram os mandantes. A Polícia Civil descobriu que foram pelos menos cinco envolvidos no crime, e conseguiu efetuar a prisão de três indivíduos. Segundo informações do delegado Ederson Martins, os três  envolvidos capturados tiveram uma participação indireta no crime. Naylson Soares, foi o indivíduo que estava dirigindo o veículo de passeio de marca Chevrolet, modelo Ônix, de cor branca, que foi usado para levar o executor Talisson Silva Santos, de 18 anos de idade, mais conhecido como ”Latro” e o piloto da moto, Adeílson Fernandes Lima, de 30 anos de idade, mais conhecido como “Índio” até as proximidades do local do crime. O carro serviu para mostrar quem era Marcos da Olinda e como estava vestido. Ainda segundo o delegado, Naylson era quem dava apoio logístico a Índio. Já Adeílson Fernandes, o Índio, era o piloto da motocicleta que levou o assassino até a sua vítima, ele que foi incumbido de dar cabo de Marcos da Olinda. Esta ordem teria vindo dos comandos da facção criminosa conhecida como PCC. Esta ordem já tinha sido passada para ele há pelo menos sete meses. Índio era considerado um “Torre” dentro de Santa Inês, que é a pessoa que coordena o PCC na cidade.

Talisson Silva, o “Latrô”, foi o executor do crime, ele teria ceifado a vida de Marcos da Olinda. “Latrô” é foragido do sistema penitenciário de Santa Inês, ele fugiu da Unidade Prisional de Ressocialização de Santa Inês. João Batista conhecido “Jojoca” era considerado o braço direito de Índio, e tinha um mandado de prisão contra ele. O mesmo era o encarregado de executar os crimes para Adeílson Fernandes, além de encobrir os crimes dele, o mesmo também aliciava novos integrantes para o mundo do crime e escondia as armas do seu “chefe”.

O delegado Ederson Martins ainda explicou os motivos que teriam levado ao assassinato de Marcos da Olinda: “ele não concordava, ou não queria fazer parte, ou não fazia as coisas de acordo com o que a facção PCC fazia e mandava. A gente está considerando como se fosse uma “quebra de confiança”, uma briga de interesses de facções. Ele (Marcos da Olinda) era uma pessoa que cometia alguns ilícitos, a gente estava também investigando ele, só que ele não tomava partido, nem de A nem de B, então como ele não era nem de um lado nem de outro e cometia atos que não iam de acordo com essa facção, eles resolveram dar cabo da vida de Marcos da Olinda”, ressaltou o delegado, cujo áudio da entrevista está de posse da imprensa local.  

A PRISÃO DOS ENVOLVIDOS

Três dos envolvidos na execução de Marco de Olinda já estão presos e dois estão foragidos

 

Na terça-feira (17), a noite, foi preso Viterral Braga de Sousa de 26 anos de idade, mais conhecido como “De Menor”, ele estava em uma esquina no Bairro do Aeroporto. Na quarta-feira (18), em operação também durante a noite, a equipe Pretoriana da Polícia Militar, juntamente com a Polícia Civil, fizeram cumprir um mandado de prisão expedido pela Comarca de Santa Inês, em desfavor de João Batista Cardoso da Costa de 31 anos de idade, que é mais conhecido como “Jojoca”. Ele foi preso em sua residência, e na hora da prisão ele tentou resistir, mas após um cerco policial o mesmo terminou se entregando.

Ainda na quarta-feira (18), foi preso em sua casa Naylson Soares do Carmo de 32 anos de idade, e quando a polícia realizava a prisão do mesmo e procurava armas ou objetos relacionados ao crime, foi surpreendido com uma grande quantidade de droga, aproximadamente 1,5 KG (um quilo e meio) de entorpecente mais conhecido como cocaína, que foi encontrada no interior da casa de Naylson. Também foram apreendidos três celulares, um tablet, um notebook, uma máscara de palhaço, doze munições de .40 e aproximadamente R$ 380 (trezentos e oitenta reais) em dinheiro.

Segundo o delegado Ederson Martins os outros dois envolvidos no crime Talisson Silva Santos o ”Latro”, e o piloto da moto Adeílson Fernandes Lima o “Índio”, se encontram foragidos. Todas as prisões tiveram a forte colaboração da Equipe Pretoriana da Polícia Militar.

Postado por: Redação Agora

Categoria do Post: Policia

Data: 21/10/2017

Visitas: 1164

Palavras-chave: CASO MARCO DA OLINDA: DELEGADO ELUCIDA O ASSASSINATO EM MENOS DE UMA SEMANA

Fonte: Marcos Antônio (Marquinhos) / Texto: João Victor Carvalho

Big Systems
2603426 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 21 do mês 11 de 2017