• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - COLUNA DO SILVEIRA 1362

COLUNA DO SILVEIRA 1362

“Quanto a mim, só me resta dobrar os joelhos e Lhe agradecer  Senhor, pelo menos uma vez por dia, ou às vezes o dia todo, pelas graças alcançadas, vindas de ti. Toda Honra e todo Glória a Vós Senhor!”.  Clélio Silveira Filho

 

Olá, bom dia! Com feriado ou sem feriado, cá estamos nós com mais uma edição impressa, online e em PDF do seu jornal AGORA Santa Inês, sendo esta a edição número 1362, fechada ontem por volta das 18 horas, o que quer dizer que o que aconteceu depois disso ontem, não será visto por aqui nesta edição. Bom, mas segue o baile, ou melhor, a edição de hoje, trazendo muitas novidades em vários segmentos informativos da cidade, da região, do estado e do Brasil. Sim, do Brasil. É que temos aí um presidente no comando do país e outro “treinando” para assumir em janeiro, o que nos faz passar a limpo as peripécias diárias de Sua Excelência Jair Messias Bolsonaro. Bom, como o espaço por aqui anda muito curto, vamos logo ao que interessa, não sem antes desejar que todos tenham um bom dia, uma boa leitura e que Deus nos abençoe a todos, hoje e sempre! Amém!

 

MAIS UM DO DEM

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), anunciou ontem terça-feira (20) pelo Twitter que o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) será o novo ministro da Saúde. Médico com especialização em ortopedia, Mandetta é o terceiro nome do DEM a ser anunciado como ministro do governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro. Antes deles, foram anunciados os nomes de Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Tereza Cristina (Agricultura). Bolsonaro recebeu na tarde de ontem  parlamentares da Frente Parlamentar da Saúde, representantes das associações das Santas Casas e outras associações médicas que apoiam o nome do deputado do Mato Grosso do Sul como ministro.

 

O PROTESTO DOS JORNALISTAS

Entidades que representam jornalistas e que defendem a liberdade de imprensa criticaram a decisão judicial que proíbe a TV Globo de divulgar reportagens com conteúdo extraído do inquérito da Delegacia de Homicídios (DH) da Polícia Civil do Rio sobre a execução da vereadora Marielle Franco (PSOL) e de seu motorista, Anderson Gomes, ocorrida em março. O juiz Gustavo Gomes Kalil, da 4ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, acredita que a veiculação dessas notícias atrapalha as investigações. Em nota no sábado, 17, a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) informou que “considera que a decisão do juiz viola o direito dos brasileiros à livre circulação de informações de interesse público. “A liberdade de imprensa, fundamental para a democracia, deveria ser resguardada por todas as instâncias do Poder Judiciário, mas é frequentemente ignorada por juízes que, meses ou anos depois, são desautorizados por tribunais superiores”, diz o texto. Lá nos Estados Unidos o “doidão” Trump foi obrigado pela Justiça a devolver a credencial de um jornalista que foi expulso da Casa Branca durante uma coletiva. Trump é “doidão”, mas reconheceu que extrapolou em sua atitude. Aqui no Brasil, volta e meia a gente se depara com situação como a relatada primeiramente neste parágrafo.

CHEGA “ARRANHADO”       

 

O deputado vinha sendo cogitado para a pasta, mas não havia sido confirmado pela revelação de que estaria sendo investigado por fraude em licitação, tráfico de influência e caixa dois na implementação de um sistema de prontuário eletrônico quando era secretário de Saúde em Campo Grande (MS), sua cidade natal. Auditoria feita pela CGU (Controladoria-Geral da União) em 2014 apontou que, apesar de o pagamento estar praticamente finalizado, o sistema contratado não havia sido instalado nas unidades de saúde. O caso estava no STF (Supremo Tribunal Federal), mas foi remetido à Justiça Federal do estado depois da decisão do STF sobre a restrição do foro privilegiado a parlamentares. O apoio das bancadas e o não surgimento de novas denúncias podem ter levado à confirmação de Mandetta.  (Fonte: UOL Noticias com informações da Agência Reuters).

JOSINO CATARINO DE VOLTA DO  RJ

 

Já está em Santa Inês, o presidente da Embaixada do Flamengo na cidade, Josino Catarino, que por uma semana esteve  no Rio de Janeiro acompanhando as festividades do aniversário do time Carioca, bem como o encontro das embaixadas brasileiras do Flamengo. Josino participou de todos os eventos e na manhã de domingo tomou o avião de volta, desembarcando em São Luís, de vindo para Santa Inês. Parabéns ao Josino que conseguiu incluir Santa Inês nesse lastro de embaixadas flamenguistas que existem até no exterior. Na foto ele com o juiz federal Marcelo Bretas (que já mandou pra cadeia do ex-governador do RJ, Sérgio Cabral e outros peixes menores) e ao lado esquerdo o presidente geral do Fla, Maurício Mattos. Que por sinal falou com este colunista na manhã de domingo.

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Coluna-do-Silveira

Data: 21/11/2018

Visitas: 381

Palavras-chave: COLUNA DO SILVEIRA 1362

Fonte:

Big Systems
4129343 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 18 do mês 01 de 2019