• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - COLUNA DO SILVEIRA 1365

COLUNA DO SILVEIRA 1365

“COM DEUS NO CORAÇÃO, ESTAMOS ABASTECIDOS DE FÉ. SEM DEUS, PERAMBULAMOS PELO MUNDO, SEM SENTIDO, SEM VIDA, E SEM ALMA”. Do livro Gotas de Reflexão Espiritual Parte I, de autoria de Clélio Silveira Filho.

 

Olá, dezembro! Bom dia! Chegamos aqui, graças a Deus! Novembro já foi e deixou muita saudade, afinal, o vivemos intensamente, a ponto de alcançarmos este último mês do ano. Foi um mês de muitos disse-me-disse na política, muitas idas e vindas, muito trabalho, e principalmente as conquistas que só vieram mesmo pela bondade de Deus. E dezembro? Bom, dezembro já começa entre um quente e dois fervendo! Preparação para uma nova era que viveremos a partir de janeiro. O que espera pelo brasileiro a partir do dia primeiro de janeiro? Vamos rogar a Deus que seja um ano tipo título de filme: “Um dos melhores anos de nossas vidas!”. Gostaram? E se não for? Ora, ora! Como dizia minha avó Maria Benigna, a gente já está acostumado a comer toucinho com cabelo e tudo, e Deus agindo chegaremos ao final dele, 2019. Bom, hoje esta página está curtíssima para tanto assunto. A Coluna então, ficou praticamente sem espaço. Vamos ver o que é possível fazer. No mais, esta é a edição impressa, online e em PDF de número 1365 do Jornal AGORA. Que tenhamos todos um bom final de semana, e que Deus nos abençoe a Todos. Amém!

SÓ PARA COMENTAR

É bom falar as coisas, com conhecimento de causa. O MP está acionando a prefeitura para que retire os camelôs das calçadas do setor comercial de Santa Inês. Ora, é o Ministério Público cumprindo com seu papel, não é a Prefeitura querendo expulsar a todo custo os vendedores informais que tomaram conta das calçadas, parte das ruas e outros que tais, na Rua do Comércio, do Carmo e arredores. Será que nunca vai se ter organização no que está “bagunçado?”. E por.....que culpar a Prefeitura? A lei da acessibilidade é constitucional, é preciso que se diga isso. Ademais, existe uma lei municipal que a Câmara Municipal aprovou em 2014, salvo engano, que proíbe a colocação de barracas, bancas e outros equipamentos nas calçadas e nas bordas das ruas do setor comercial de Santa Inês. O que o MP quer é que se cumpra a lei, e quem é que tem que fazer cumprir é a Prefeitura, sob pena de multa e outras penalidades, etc. Simples assim! Todo cidadão tem direito de trabalhar para sobreviver, mas vivemos em uma sociedade civilizada, e não podemos ir contra as leis, constituição, normas, etc. É isso que se discute. Não adianta jogar os trabalhadores informais contra a Prefeitura, a prefeita, o marido dela, o tio dela ou quem quer que seja. Tem que prevalecer o bom senso. O que na verdade prevalece em todas as cidades civilizadas. Explicar melhor o que verdadeiramente está acontecendo não custa nada. Há algo de errado nesta minha interpretação do caso? Só vai achar que há, quem realmente estiver com “outras” intenções. E ponto! 

O QUE VAI PELAS REDES SOCIAIS

 

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Coluna-do-Silveira

Data: 01/12/2018

Visitas: 325

Palavras-chave: COLUNA DO SILVEIRA 1365

Fonte:

Big Systems
4129538 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 18 do mês 01 de 2019