/Polícia
31/08/2011 11h58

Acusado de participar do assassinato do professor Juvenilson é preso em Minas Gerais depois de assassinar ex-prefeito


Após participação no assassinato de Juvenilson, Alex Pereira matou o ex prefeito
José Irineu com dois tiros em Minas Gerais

Alex Pereira Fontinele, o quinto elemento que participou do assassinato do professor Juvenilson Oliveira Veloso em dezembro do ano passado aqui em Santa Inês, foi preso na cidade de Poço Fundo – Minas Gerais, após ter cometido outro assassinado de  encomenda.

De acordo com policiais que fizeram a prisão, Alex Pereira Fontelene, é acusado de matar o ex-prefeito de Carvalhópolis-MG, José Irineu Rodrigues.

Alex foi abordado na noite do dia 16 de agosto, na zona rural de Turvolândia, a 45 quilômetros de Machado- MG, horas depois do crime. Alex tem três passagens por roubo, tráfico de drogas e homicídio, confessou o crime, mas não deu maiores detalhes à polícia.

A prisão foi realizada pelo soldado da PM de nome Anastácio em Pouso Alegre, que passava pelo local. “Eu estava à paisana e depois de receber uma denúncia anônima, flagrei o suspeito pedindo carona na estrada”, contou o policial. O militar também afirmou que Alex Pereira não reagiu à prisão e não demonstrou nervosismo ao ser abordado.

Entenda o caso:
Alex havia sido preso pela polícia civil de Santa Inês, dez dias após elucidação da bárbara execução praticado contra a vida do professor de educação física e goleiro da Liga de Futsal de Santa Inês Juvenilson Oliveira.

Eldda Estephany Noleto da Silva de 25 anos, seu marido Cleiber Alves Garcia, conhecido como “Mineiro”, de 47 anos, Leandro Marques Brandão e José Silva Santana, mais conhecido como “Neto” foram apresentados como autores do assassinato. Eldda e Cleiber são acusados de articular o crime, cujo motivo teria sido uma dívida de R$ 500,00 reais que o casal tinha a mãe de Juvenilson.

Com a prisão dos quatros elementos, não foi difícil chegar a Alex que foi encontrado em um sitio na Zona Rural de Igarapé do Meio, local pertencente a José Silva onde havia uma grande plantação de maconha.

Na ocasião, foram encontrados medicamentos que estariam sendo utilizados por uma mulher contratada para cuidar do ferimento de Alex que havia sido atingido com um tiro na perna por Juvenilson no momento de briga corporal.