/Polícia
14/01/2013 12h16

Mais um bandido morto por vítima em menos de uma semana em São Luís

Joadson Lima foi morto por uma vítima, durante assalto a um posto de combustível.

Bandido é assassinado após tentativa de assalto. (Foto: De Jesus/O Estado)

Mais um bandido é morto a tiros após vítima reagir a assalto na capital maranhense. Desta vez, trata-se de Joadson Lima Sousa, de 21 anos, que havia acabado de assaltar um posto de combustível localizado na avenida dos Holandeses, próximo ao retorno do Shopping do Automóvel. O crime aconteceu por volta das 7h30 de domingo (13). O assaltante foi baleado por um cliente. O comparsa dele, identificado como Antonio José Santos Júnior, de 31 anos, fugiu em um Celta Vermelho, de placas HPL 7957, de Igaparé do Meio (MA), mas o automóvel capotou a poucos metros do local do crime. Com ferimentos pelo corpo, o bandido fugiu a pé, e horas depois, foi preso.

Segundo informações repassadas pela Polícia Militar, os dois homens teriam assaltado frentistas e clientes do posto. Ao tentarem fugir, um cliente efetuou os disparos, matando um dos assaltantes. O cliente que teria baleado o assaltante deixou o local antes da chegada da polícia. O assaltante que fugiu no Celta capotou o veículo no retorno do Caolho, no cruzamento das avenidas dos Holandeses e Daniel de La Touche. Após fugir a pé, o homem foi encontrado ferido em um matagal na Avenida Brasil, na Divineia. Identificado por policiais, foi preso e encaminhado para o Plantão Central da Avenida Beira-Mar.

Joadson Lima Sousa e o comparsa chegaram a tomar cerca de R$ 200,00 dos frentistas e um telefone celular, de acordo com a Polícia Militar (PM). Um revólver foi encontrado dentro do Celta, segundo a PM. Dois homens que sondavam o veículo capotado foram abordados por policiais. Eles se identificaram como irmãos do assaltante que tentou a fuga e foram autuados para prestar esclarecimentos.

Esse é o segundo caso de bandidos assassinados por vítimas em menos de uma semana. No último dia 8, uma mulher reagiu a um assalto na porta de uma agência bancária, localizada na avenida dos Holandeses, e matou o bandido com dois tiros na cabeça.

"Legítima Defesa"

A mulher que matou o assaltante com dois tiros continua tendo a identidade preservada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP). O assaltante piauiense Auclines de Menezes Costa, o Piauí, de 39 anos, morreu com dois tiros na cabeça ao tentar assaltar uma mulher próximo a uma agência bancária, na avenida dos Holandeses. O caso está sendo investigado, a princípio, como "legítima defesa". O inquérito é presidido no 9º Distrito Policial, no São Francisco.

Auclines de Menezes Costa caiu debruçado sobre a arma que empunhava. Ele foi acertado por tiros disparados de um revólver calibre 38. Conforme relatou o titular da SSP do Maranhão, Aluísio Mendes, em entrevista publicada por O Estado na quinta-feira, dia 10, imagens de circuito de segurança mostram que o bandido já aguardava a vítima na porta da agência, quando ela chegou acompanhada dos pais. Ao que tudo indica, o criminoso sabia que naquele dia e horário a família costumava depositar o dinheiro arrecadado nos postos de combustíveis, dos quais são proprietários.

A SSP informou que a habilidade no manuseio da arma por parte da mulher deve-se ao fato de ela ser aluna de uma escola de tiros em São Luís, apesar de não ter o porte legal da arma.