/Regional
15/12/2011 12h23 - Atualizada em 06/03/2012 11h11

IMPRUDÊNCIA: Três acidentes foram registrados no fim de semana em Santa Luzia sendo dois com vítimas fatais

Moto em que Paulo dos Santos da Conceição de 24  pilotava ficou totalmente destruida

Três acidentes de trânsito foram registrados nas proximidades de Santa Luzia do Tide, todos, segundo informam as autoridades, por imprudência, ocasionando a morte de duas pessoas.

O primeiro acidente envolvendo um carro e uma moto ocorreu na noite de sábado, 10. Francisca Pereira, de 32 anos, estava em uma moto e foi colhida por um veículo não identificado por volta das 19h, quando procedia do Povoado Jatobá. Ela estaria usando capacete, mas mesmo assim sofreu fraturas em vários lugares da perna esquerda. Francisca foi encaminhada para São Luis em estado grave. O motorista fugiu sem prestar socorro.

O segundo acidente teve vítima fatal e ocorreu também no sábado, poucas horas depois do primeiro. O jovem Mateus dos Santos Almeida, de apenas 15 anos, trafegava em uma moto Titan 150, cor preta, acompanhado de um adolescente identificado como sendo Enelson Souza Carlos Filho de 13 anos. Eles trafegavam na BR-222 no trecho entre os povoados Santo Onofre e Ferro Velho, quando Mateus perdeu o controle da moto e bateu em ribanceira, ambos estavam sem capacete.

Matheus teve morte instantânea, já Enelson sofreu ferimentos leves e foi levado para um hospital e depois liberado. O local do acidente é bastante perigoso e é conhecido como curva do Iogurte, e exige bastante atenção do condutor.

O terceiro acidente ocorreu na madrugada de domingo, 11, envolvendo três veículos; uma moto, um automóvel Celta e uma camioneta  Hilux. O acidente aconteceu por volta de 1:30 nas mediações da Fazenda Tâmia, a 6k de Santa Luzia. O jovem Paulo dos Santos da Conceição de 24 anos, vinha do Povoado Esperantina em uma moto Tornado, placa NHH-4425, Santa Luzia, e se envolveu no acidente com o Celta cor preta de placa HPK-3234, Santa Luzia.

De acordo com informações repassadas para a equipe de reportagem, os dois veículos vinham no mesmo sentido. Paulo abriu espaço para o Celta ultrapassar, só que o veiculo perdeu o controle e encostou na moto onde Paulo vinha, para não cair no acostamento, Paulo bateu na lateral do veiculo no lado do passageiro.

Paulo foi arremessado a uma distancia de 20 metros, a moto teve perda total e Paulo morreu na hora. Cenas da violência do impacto ficaram no asfalto, o braço da vítima foi decepado tendo ficado dentro do carro que ficou de forma transversal na pista.Para piorar a situação, segundo informações, uma Hilux que trafegava na BR sentido de Santa Luzia a Esperantina, colidiu com o Celta,  fazendo com que o mesmo capotasse em razão da forte pancada que fez com que o veículo ficasse virado. O motorista da Hilux não foi identificado e fugiu do local.

No momento do acidente dois caminhoneiros, um identificado como Gilcimar Rodrigues e outro como Antonio Carlos Leite, ambos transportando galinha - passavam pelo local no momento do acidente afirmaram que havia três pessoas no Celta, dois homens e uma mulher e fugiram sem prestar socorro.

Eles contaram ainda que havia indícios os passageiros do automóvel estivessem alcoolizados, pois estava havendo vaquejada nas proximidades e havia grande movimentação no Povoado de Esperantina. A família do motociclista se encontra ainda em estado de choque.

Na BR 222 está havendo uma reforma e não há sinalização na pista, o que requer mais cuidado e atenção, porém, segundo denúncias, os motoristas não respeitam, passando em alta velocidade. Outros acidentes já foram registrados pela reportagem.

Há duas semanas, no mesmo local do terceiro acidente, um motorista (de nome não divulgado) passava pelo local, quando avistou, caído às margens da rodovia, Iolan Alves de Sousa, de 31 anos, que retornava da cidade de Buritcupu, em sua moto Fan 125, de cor preta. Conforme o motorista que prestou socorro, o jovem pode ter sido colhido violentamente por um veículo não identificado. A vítima, que ainda chegou a ser levada com vida para São Luís, morreu antes mesmo de dar entrada no hospital, devido à gravidade do choque.
Da redação do Jornal AGORA, com informações e fotos do Portal Luziense.

 

Paulo Santos morreu na hora e teve o braço arrancado na colisão Situação do celta após colidir com moto e hilux