• Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - COLUNA DO SILVEIRA 1588

COLUNA DO SILVEIRA 1588

“Devemos  sempre percorrer caminhos com os sinais verde deixados por Jesus. Todavia muitos de nós preferimos andar por trilhas, cujos sinais estão em vermelho. O livre arbítrio deve ser visto como um regulador de nossos atos, e não usado como uma arma apontada contra nós mesmos!” (por Clélio Silveira Filho).     

Olá, bom dia! Cá estamos nós com mais uma edição 100% online do Jornal AGORA Santa Inês, caminhando rumo aos 20 anos de existência e 9 milhões de acessos em seu site: www.agorasantaines.com.br, em 21 meses de sua nova versão. Uma média altíssima de acessos por dia que vem desde há muito tempo ultrapassando a marca de 10 mil acessos/dia, chegando até mesmo a 14 mil/dia. É com essa credibilidade que fazemos o Jornalismo que fazemos e, muitas vezes incomodamos muita gente. Em abril completaremos 1 ano em que viemos alternando as edições do AGORA, online e em papel, na verdade, nesses últimos 11 meses, mais circulamos online em várias plataformas, mas temos ainda a esperança de voltarmos a circular em papel. Dizem que o papel é um conversor do coronvírus, vez que um jornal antes de servir para outra coisa, é manuseado por dezenas de mãos que depois são lavadas com álcool, mas o papel não, e é aí que está o X da questão, a qual respeitamos.  Nosso parque gráfico está intacto, com suas máquinas sempre em manutenção, nossa plataforma de jornalismo segue “imexível” também, é claro que trabalhando com um menor número de colaboradores, o que é muito natural neste tempo de pandemia, e vamos em frente pelas Graças de Deus em que confiamos que ele nos confie mais e mais leitores, assinantes e anunciantes. Não sobra nada. Mas também não falta nada, nem mesmo coragem para trabalhar. Essa então...Bom, como disse lá na abertura desta Coluna, esta edição de número 1588, circula nesta quarta-feira, 24 de março, no formato de PDF (eletrônico) o que é considerado como documento pela Justiça Brasileira, desde que seja oriundo de um veículo de comunicação impresso ou radiofônico ou televisivo e tenha um sítio (site) além de uma periodicidade reconhecida na sua origem, região, estado ou no Brasil, ela também circula com a versão através do Aplicativo Telegram, e todo o conteúdo dela no site: www.agorasantaines.com.br onde tudo fica também arquivado. No Instagram estamos fazendo algumas experiências, mas nada ainda concreto, a não ser mesmo experiências. Informamos ainda que todo o conteúdo de nossas edições, bem como os boletins informativos diários,  no formato de PDF  são enviados  para cerca de 5 mil números de WhatsApp, sendo pouco mais de 2.300 em Santa Inês, mais de 2 mil espalhados pelo Brasil e uns 300 em alguns países, principalmente da Europa e da América. E dessa forma, o AGORA segue cada vez mais firme que nem uma rocha e cumprindo sua missão, que é informar com seriedade, sendo fonte confiável de informação, e sem susto com ameaças ou coisa que o valha. Por fim e não por último, rogo a Deus que nos abençoe a todos nós, e que suas bênçãos nos alcancem onde quer que estejamos. Amém! 

AS PERDAS

A Coivid19 tem nos levado tantos amigos – e até mesmo alguns parentes – que tem dia que, se não fosse a fé que mantemos inabalável em Deus, já teríamos desabado. A cada dia, ao amanhecer, sempre vem a notícia da perda de um amigo, um colega de profissão, um confrade de Academia de Letras, um médico com o qual tivemos algum conhecimento ou relacionamento profissional ou de amizade (cerca de 43 médicos já perderam a vida para a Covid só no Maranhão)  um artista com o qual trabalhamos, um amigo de infância, adolescência, juventude ou dos tempos de adulto e bem adulto, ou até mesmo de uma amizade feita depois de entrarmos no que chamam de terceira idade. Fora tantos e tantos que nunca vimos ou sabíamos até mesmo de sua existência, mas o baque é o mesmo. Não fazemos discriminação, afinal, VIDAS IMPORTAM, seja elas quais forem.

 

PINDARÉ NO CENTRO

Nos últimos dias a minha terra natal, Pindaré Mirim, onde nasci em 25 de abril de 1953, chorou (e chora) a morte de três grandes personalidades – além de outros  conterrâneos – muito conhecidos por lá e por aqui: Euzamar Medeiros, um poeta, historiador que nasceu ali em 1.932, mas que eu o conhecia desde os meus três ou quatro anos de vida. Ele foi mais uma vítima da Covid19.

 

JOSÉ LOPES FONSECA

Depois veio José Lopes Fonseca, esse foi vereador, presidente da Câmara Municipal e comerciante por décadas, era irmão de minha tia Engrácia Fonseca, que era casada com meu tio Zezico (José Ribamar Silveira) que foi em Pindaré Coletor Estadual, dono de engenho, de hotel, vereador uma meia dúzia de vezes, delegado e por fim prefeito de 1973 a 1976, de Pindaré, cujo casal já partiu em anos passados alternados aí por uma diferença de 8 anos. Não se sabe o motivo da morte de José Lopes, mas ele já lutava havia anos, contra vários problemas de saúde.

 

ZECA VALE

E na segunda-feira (22) foi sepultado o corpo de outro conterrâneo, o contabilista, servidor público e ex-secretário municipal de administração  em Bom Jardim, Santa Inês e Pindaré; José Vale Sousa (Zeca Vale). Ele foi mais uma vítima da Covid19, e não resistiu ao tratamento em um hospital em São Luís, sendo que sua esposa se encontra com a mesma Covid19 em estado grave em outro hospital, em Teresina. O corpo de Zeca Vale foi trazido para Pindaré na segunda-feira e sem velório passou direto para o Cemitério Municipal daquela cidade onde foi sepultado. 

 

O IMPACTO NA PROFISSÃO

Mesmo com toda a frieza que a profissão de jornalista, talqualmente a de médico exige, não há como não se impactar com tantas mortes, e não se indignar com a maneira com que a pandemia é conduzida no país por um presidente da República negacionista, e que desdenha da morte de quase 300 mil brasileiros. Mas não desistimos...joelhos dobrados estamos aqui, rezando por todos. Que Deus tenha piedade de todos nós e coloque o mínimo de temperança e juízo no coração de quem prega a desordem como se ordem fosse.       

 

ESTOU AQUI!

Sim....estou aqui...pra te dizer...que seria tudo..., mas nada sem você! Aliás nem estaria aqui e nem em lugar algum Se não fosse você! E por isso estou aqui pra te agradecer....com o coração encharcado de luz Divina....os joelhos dobrados no chão...e os olhos voltados pro infinito, buscando teu olhar de Misericórdia....e tua mão estendida para mim! Minha voz ecoa com a força do grito do teu filho Jesus na Cruz...Pai perdoa-nos...mas às vezes não sabemos que estamos trilhando caminhos errados...e por isso eu estou aqui....braços abertos....ABBA PAI! Abraça-me Pai!!! Abraça-me....Abraça-me!!! (Oração/Autor Clélio Silveira Filho)

 

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Coluna-do-Silveira

Data: 24/03/2021

Visitas: 311

Palavras-chave: COLUNA DO SILVEIRA 1588

Fonte:

Big Systems
9163803 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 18 do mês 05 de 2021