• Agora Santa Inês - camp
  • Agora Santa Inês - camp
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - A Covardia II

A Covardia II

Em Consultório Etimológico, “covarde” é um vocábulo que se origina do Latim, CODA, “cauda”. No Francês, havia a palavra COUARD, “de cauda abaixada”. A imagem é muito clara: o animal (ou, metaforicamente, a pessoa) que tem o rabo entre as pernas sinaliza que está desistindo da luta, está com medo, que não tem coragem para enfrentar a situação. Na Heráldica, um leão com a cauda entre as pernas é chamado COUÉ, “com cauda abaixada”, em Francês e em inglês, COWARD, significa “pessoa sem coragem” (covarde).

A covardia, pode se revelar também entre outros animais e não só em humanos e quem nos ensina isso é a Etologia que é uma das áreas da Biologia que estuda o comportamento dos animais em seu habitat natural. Como um dos traços humanos é um dos quais menos se fala, embora seja um dos mais importantes pelo seu significado psicológico, comportamental e sociocultural. Está muito presente em nosso cotidiano e semelhantemente aos outros traços, a covardia, pode se revelar de distintas maneiras. Tal designação, ao ser aplicada a alguém, passa a se tratar de uma pecha abominável podendo levar até a execração dessas pessoas no seu ambiente social.

Em, Wikipédia, covardia, é considerado vício, ou a corrupção da prudência, algo oposto à coragem ou bravura. Trata-se de um comportamento que reflete falta de coragem; medo, timidez; fraqueza de caráter; pusilanimidade ou ainda, deslealdade e comportamento traiçoeiro. A covardia, te força a não tentar, a não lutar, a ter medo de enfrentar algo  por medo, por indecisão, por fraqueza. É deixar de fazer algo, desistir, abandonar pela metade o que empreende, pelo nível acentuado de insegurança ou pela falta de confiança em si próprio”.

No Aurélio, define-se covardia, como algo sem coragem, medroso, timidez, fraqueza de caráter, pusilanimidade e traiçoeiro. É uma condição que está no íntimo da pessoa, de seu “endos”. Em ambas as definições, destaca-se, a timidez, a fraqueza de caráter, a falta de coragem e a traição, veja, que são aspectos caracterológicos adstrito a personalidade e que pode nos remeter a algo relativo a estrutura psicopatológica. Remete-nos, também,  a algo do caráter e da personalidade, que semelhantemente a outras condições, pode se constituir como um traço dessas pessoas.

A covardia, é uma das piores desvirtudes humanas. A imagem social do covarde é péssima. É sem dúvida o pior dos legados sociais que alguém possa ter, pois, em geral os covardes, são considerados, fracos, frouxos e traiçoeiros. Para muitos, do ponto de vista social, o covarde é quem corrompe a prudência, uma das mais importantes virtudes humanas, por estar ligada à sabedoria, à introspecção e ao conhecimento. O covarde não tem firmeza no que pensa, no que quer, no que faz ou no que diz. É um medroso desprezível.

Por não serem aceitos e marginalizados, são desconsiderados socialmente. É execrado do convívio. Os covardes são mal vistos. Observa-se, exatamente o contrário, quando se trata de alguém corajoso, que contrariamente ao covarde, desfruta da fé pública, dos méritos,  dos aplausos, dos elogios, do apoio e da enorme aceitação social. Esses, são prudentes, arrojados, sinceros e dispõe da verdade.

 Só a guisa de conhecimento, não devemos confundir, o covarde com alguém que reconhecidamente não enfrenta qualquer situação, de ameaça e perigo, por reconhecer sua incapacidade, insuficiência e fragilidade em fazê-lo, esses são os prudentes, os quais enfrentam a realidade dos fatos e não fogem deles e lutam pelo que querem, enquanto que o covarde, foge, se esconde, e é capaz de por alguém em seu lugar.

Do ponto de vista comportamental, não contam consigo mesmo, sempre se apoiam nos outros ou em alguém para se livrar de situação para o qual é convocado. Por não acreditarem em si mesmos, os covardes, extraem dos outros proveitos e vantagens e se eximem de compromissos e responsabilidades

São personalidades retraídas, escorregadias, tergiversam e são dissimuladas, desconfiadas e mentirosas. Essa condição os conduz a se retirarem, ficarem por trás de suas próprias expectativas, esperando pelos outros.

Os problemas e os desafios, condições presentes na vida de cada  um, em geral, são encaradas pelos covardes no superlativo. Entendem que essas tais dificuldades são enormes. São chegados a funcionarem articulados, dificilmente sozinhos, especialmente se desconfiarem que não conseguirão encarar os desafios. Muitos desses são criminosos, bandidos, que cometem crimes horrendos o fazem inspirados em tremenda covardia e medo das ameaças.

Há várias formas de se revelar a covardia. A prática de corrupção, por exemplo, é uma delas. Os valentões, os falastrões, os intrépidos, os “fominha por poder”, os insaciáveis, (que querem sempre muito e mais), os possessivos exagerados, os mentirosos compulsivos e “os agradáveis e bonzinhos”, são alguns traços, que sinalizam para personalidades acovardadas. Os desconfiados e os traiçoeiros, são outros traços presentes nessas personalidade. Porém,  quem vai selar essa condição de fato na vida dessas pessoas, são suas condutas, suas atitudes e suas práticas vivenciais. São nessas ocasiões e condições que você irá identificar e desmascarar o covarde, pois essas características acima descritas, se inscrevem em práticas existenciais.

Essas personalidades, vão desde cedo, apresentando, algumas dessas características, isto é, ninguém se torna um covarde, de um dia para o outro. Esses traços já são notados com anterioridade no desenvolvimento dessas pessoas, de tal forma, que ao se encontrarem em circunstâncias favoráveis, essas características aparecem como uma marca registrada de suas personalidades.

Como não era de se estranhar, tem muitos pessoas, que ao exercerem funções ou cargos de notoriedade, sobretudo na vida pública, se percebe que antes de exercê-los, agiam dessa ou daquela forma e depois que estão nesses cargos ou funções no poder, seus comportamentos mudam inteiramente. Sendo assim, é aconselhável saber muito bem, com quem estamos lidando.

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Entretenimento

Data: 29/05/2021

Visitas: 77

Palavras-chave: A Covardia II

Fonte:

Big Systems
9389241 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 20 do mês 06 de 2021