• Agora Santa Inês - camp
  • Agora Santa Inês - camp
  • Agora Santa Inês -
  • Agora Santa Inês -
Agora Santa Inês - Judiciário do Maranhão destaca Dia Mundial do Meio Ambiente e avanços na área

Judiciário do Maranhão destaca Dia Mundial do Meio Ambiente e avanços na área

Judiciário registra avanços em sustentabilidade e realiza Jornada Socioambiental de 5 a 11 de junho de 2021

Celebrado no dia 5 de junho, o Dia Mundial do Meio Ambiente foi instituído em 1972 pela Organização das Nações Unidas (ONU), durante a Conferência de Estocolmo, com o objetivo de estimular uma consciência global a respeito do planeta Terra e de apoiar práticas sustentáveis e de atenção à preservação dos recursos naturais. No Poder Judiciário maranhense, o fortalecimento da política de sustentabilidade através de ações visando aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e à Agenda 2030 faz parte das 28 metas específicas para o biênio 2020/2022, sob a presidência do desembargador Lourival Serejo.

O tema da sustentabilidade no âmbito da Justiça maranhense também está entre os anseios de melhoria institucional, que foram apontados pelo público durante pesquisa prévia para elaboração do Planejamento Estratégico 2021-2026 do Judiciário maranhense. O Planejamento vai direcionar a organização para resultados de curto, médio e longo prazo para o período.

Com o fim de promover medidas de redução de gastos e de impactos ambientais, em 2016 foi implantando o Núcleo Socioambiental na estrutura do Tribunal de Justiça do Maranhão, sob a presidência do desembargador Jorge Rachid. De lá pra cá, foram efetivadas ações de redução em relação a recursos como papel, água, copos descartáveis, energia elétrica, telefonia, limpeza, veículos e outros.

Em relação ao uso de papel A4, a Justiça maranhense alcançou uma redução no consumo de 49,9% em 2020, em comparação ao de 2019, representando queda de mais de R$ 400 mil no gasto, 1370 árvores que deixaram de ser cortadas e mais de 137 milhões de litros de água que deixaram de ser usados na produção das 27 mil resmas de papel.

Para alcançar a redução, foi instituída a certificação do Selo Verde, condicionada ao alcance da meta de redução de 20% em comparação ao consumo de papel em 2019 pelos setores. Outras medidas que contribuíram para o resultado foram a sensibilização e implantação da cultura de sustentabilidade; mudança de rotina do trabalho presencial pelo teletrabalho; expansão do Sistema PJe criminal; e uso das ferramentas digitais.

Também houve redução no consumo/gasto dos serviços de energia elétrica, água, esgoto e telefonia fixa, principalmente, devido à pandemia da Covid-19, onde a maior parte dos serviços, durante o ano, não foram realizados nas instalações físicas das unidades.

 

Fonte: tjma.jus

PUBLICIDADE

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Regional

Data: 07/06/2021

Visitas: 39

Palavras-chave: Judiciário do Maranhão destaca Dia Mundial do Meio Ambiente e avanços na área

Fonte:

Big Systems
9389551 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 20 do mês 06 de 2021