Agora Santa Inês - COLUNA DO SILVEIRA 1618

COLUNA DO SILVEIRA 1618

“O sofrimento tem momento de alegria quando nascemos (por isso nascemos aos berros, pois dói a separação, o corte umbilical) e quando morremos, pois é um sofrer  para quem fica, a dor da separação. Mas na vida Eterna, esta não tem partida. Lá a vida é eterna, mesmo! Que possamos nos preparar para ela”. Clélio Silveira Filho.

Olá, bom dia! Bom sábado, dia 17 de julho de 2021. Aqui estamos com mais uma edição do Jornal AGORA Santa Inês que caminha a passos firmes e retilíneos, rumo aos 20 anos de existência a serem completados no dia 2 de setembro vindouro. Esta missão que Deus nos deu, nos  agrada infinitamente, e não murmuramos por cumpri-la. A Ele só agradecimento, por tudo, inclusive pela coragem de exercê-la sem omissão, sem medo e dentro dos padrões republicanos. É com Ele nosso maior compromisso e é para a população que nos cabe alcançar, o trabalho que fazemos. Esta Edição pode ser lida em várias plataformas e os assinantes já a receberam em centenas de cidades diferentes aqui no Maranhão, no Brasil e no mundo e em milhares de WhatsApp idem, idem. Que Deus continue nos abençoando a todos, e que suas bênçãos  nos alcancem  onde estivermos. Amém!   

 

MINHA CUNHADA PARTIU NA MADRUGADA DE ONTEM, AOS 68 ANOS EM MARINGÁ-PR 

A professora Maria José, a Neta, tinha 68 anos e era irmã de minha mulher Aldrey. Com irmãos e irmãs em outras cidades e Estados,  e até em outro país, como a mana Tata moradora de Milão, Itália, um dos filhos dela só conseguiu chegar ao Brasil e a Maringá no começo da tarde de ontem, antes do sepultamento. Rodrigo mora em Bruxelas, na Bélgica onde trabalha no Parlamento Europeu, e só foi informado da morte da mãe, quando chegou a Maringá.

Muita tristeza em vários cantos e cidades de ao menos quatro estados, onde moram seus parentes. Aqui em Santa Inês Aldrey, sua mãe e madrasta de Neta, Dona Rosa, que a criou desde os 11 anos até o dia em que saiu de casa para se casar,  e eu que tive o prazer de conviver com ela, uma pessoa firme, porém alegre e de fé, também estamos  impactados.

Neta já vinha lutando bravamente contra um câncer...sua fé e grandes profissionais da Medicina lutaram mais de um ano para que ela não sucumbisse à doença, mas por fim, quando retornou ao hospital no final de semana que passou, todos já se preparam para a notícia final. Católicos praticantes e de fé, os familiares em mais de 10 lugares entraram em Oração para que ela partisse sem dor e serena. Ainda no dia anterior, através de chamada de vídeo feita por sua filha, de dentro do apartamento onde ela estava no hospital,  vimos seu rosto sereno e tranquilo, como quem estava pronta, e estava, para ir para os braços de Deus. E foi às 2:30 da madrugada de ontem. Deus, por certo achou que já era sofrimento demais. E veio buscá-la. Descansa em paz querida cunhada!! Entendemos...mas dói!!

Postado por: Redação Agora 03

Categoria do Post: Coluna-do-Silveira

Data: 19/07/2021

Visitas: 96

Palavras-chave: COLUNA DO SILVEIRA 1618

Fonte:

Big Systems
9659657 visitas no Portal www.agorasantaines.com.br hoje 03 do mês 08 de 2021